Projeto de carteira de motoristas para indocumentados em NY não sairá do papel

0
597

Governador Eliot Spitzer abandona iniciativa, pressionado pela opinião pública

O governador de New York, Eliot Spitzer, não suportou a pressão da opinião pública e dos mais conservadores e anunciou que abandonou a idéia de fornecer carteiras de motoristas aos imigrantes ilegais daquele estado. Ele alfinetou a política de segurança do presidente George W. Bush, dizendo que o Governo “perdeu o controle” das fronteiras, e lamentou que as administrações estaduais tenham que lidar com as conseqüências. “Sozinhos nós não vamos conseguir resolver o problema”, concluiu Spitzer.
O plano do governador democrata previa um reforço da segurança nas fronteiras, mas pretendia, como ele mesmo afirmou, “tirar os indocumentados das sombras”. No entanto, os opositores à idéia reclamaram que as medidas facilitariam a entrada e a obtenção de documentos por parte de possíveis terroristas. Cerca de 70% dos residentes de New York se mostraram contrários ao projeto, de acordo com uma pesquisa conduzida por uma universidade de Siena.
Os debates envolvendo esta questão produziram problemas para a campanha de Hillary Clinton, uma das candidatas do partido democrata à disputa presidencial em 2008. Ela foi criticada por não se posicionar a respeito do tema, apesar de ter dito anteriormente que simpatizava com os governadores de estado que são obrigados a enfrentar tais situações, uma vez que o governo federal e os republicanos obstruíram a reforma imigratória.