Público nos EUA assiste documentário sobre Simonal

0
576

Longa foi uma das atrações de mostra em Washington DC

Os brasileiros que vivem nos Estados Unidos tiveram a oportunidade de assistir o documentário “Simonal, Ninguém Sabe o Duro que Dei” quase que simultaneamente ao lançamento do filme no Brasil. A obra de Claudio Manoel, Micael Langer e Calvito Leal foi uma das atrações de um festival do cinema nacional (o ‘Reel Time Brazil’) em Washington.

A exibição ocorreu no dia 17 de maio, com a participação de Simoninha, filho do cantor que faleceu em 2000. A mostra, uma iniciativa da Embaixada brasileira, recebeu centenas de espectadores em cada uma das sessões. A expectativa dos produtores é lançar o filme em outras praças americanas nos próximos meses.

O filme, que estreou no Brasil no último fim de semana, conta a trajetória de Simonal, desde a fama como um dos maiores cantores brasileiros até o ostracismo por ter sido apontado como informante do Dops, a polícia da ditadura militar nas décadas de 60 e 70. “Ele pagou uma pena dura demais”, frisou Claudio Manoel, que também é humorista do grupo Casseta & Planeta.