Que país é este?

0
566

Uma morte absurda. Assim pode ser definida a fatalidade incrível que acabou tirando a vida de Irene Moreira da Silva Pereira, de 42 anos: ela estava no ônibus, voltando para a casa, quando foi atingida por uma pedra de cerca de 25 quilos na Avenida Brasil, provavelmente jogada por alguém, de cima de um viaduto.

Irena estava dormindo no banco e nem viu o que aconteceu. A Secretaria estadual de Saúde informou que a morte foi causada por extenso traumatismo craniano e o teto do ônibus ficou bastante danificado. O motorista que dirigia o coletivo disse ter visto uma pessoa jogando o objeto no veículo.

O caso foi registrado na delegacia como arremesso de projétil com intenção de morte, mas poderá ser mudado para homicídio, dependendo do depoimento do motorista. E este não foi o primeiro crime deste tipo no Rio de Janeiro este ano: em setembro, uma mulher foi atingida por uma pedra na Linha Amarela e sofreu fratura exposta no crânio, que a deixou em coma por quase um mês. O objeto teria sido jogado por bandidos para roubar o veículo.