Queda de 16,2% na indústria brasileira acende luz vermelha

0
577

Números do último trimestre indicam recessão no Brasil, segundo Confederação Nacional da Indústria

A Confederação Nacional da Indústria já está trabalhando com a hipótese de que o Brasil entre numa recessão técnica, ou seja, dois trimestres seguidos de queda na atividade econômica. A crise financeira mundial derrubou o faturamento da indústria brasileira, que caiu 16,2% nos últimos três meses de 2008. A entidade previa uma desaceleração de 1,5% no Produto Interno Bruto, a soma das riquezas produzidas no período.

“O último trimestre do ano vai ser negativo. A gente não sabe quanto. As dificuldades do primeiro trimestre podem levar a caracterizar uma recessão”, disse o gerente-executivo da Unidade de Política Econômica da CNI, Flávio Castelo Branco.

Os resultados ruins apresentados pela CNI foram os piores dos últimos seis anos. O emprego na indústria caiu 0,5% em relação a novembro e as horas trabalhadas na produção caíram 8%. A crise também levou o setor a registrar o menor índice de capacidade instalada desde abril de 2006 (80,2%). Essa é uma das principais preocupações do Banco Central para reduzir cautelosamente os juros, pois o alto uso da capacidade indica a possibilidade de pressões inflacionárias.