Recorde: casa é vendida por 750 milhões de dólares na Riviera Francesa

0
1224

Imóvel pertencia à brasileira Lily Safra e foi comprada por bilionário russo

Em época de olimpíadas, um recorde foi batido recentemente, mas bem distante de Pequim, onde acontecem os jogos. Na Riviera Francesa, um bilionário russo gastou mais de 500 milhões de euros (cerca de 750 milhões de dólares) para comprar o imóvel mais caro do mundo, que pertencia à brasileira Lily Safra, viúva do ex-banqueiro Edmund Safra. A mansão, que já pertenceu a Gianni Agnelli (Fiat) e Bill Gates (Microsoft), está localizado em um terreno de 80 mil metros quadrados e possui um jardim com quase duas mil árvores.
A casa, chamada de La Leopolda porque o rei Leopoldo da Bélgica foi o seu primeiro dono, está encravada numa colina em Villefranche-sur-Mer, entre Nice e Mônaco. Construída no estilo Belle Époque, no in’icio do século passado, a casa serviu também de hospital para os feridos da Primeira Guerra Mundial.
Apesar dos desmentidos, especialistas do ramo acreditam que o bilionário russo seja Roman Abramovich, que é proprietário do time de futebol Chelsea, da Inglaterra. Além do valor pago para adquirir o imóvel, o russo vai precisar desembolsar outra fortuna para a manutenção do recanto, já que só para cuidar do jardim são necessários cerca de 50 funcionários. Antes da compra da La Leopolda, a maior transação imobiliária havia sido em Londres, quando um milionário pagou pouco mais de 147 milhões de euros por uma residência na Inglaterra.
Lily Safra certamente vai subir no ranking das mulheres mais ricas do mundo. Atualmente ela ocupa a 11ª posição da lista e tem um patrimônio estimado em quase cinco bilhões de dólares.