Reforma imigratória avança ainda mais no Senado

0
491

Medida de reforço na fronteira é aprovada nesta segunda e projeto pode ser votado até o final da semana

O Senado confirmou nesta segunda-feira (24) que está mesmo disposto a aprovar a sonhada reforma imigratória, a maior mudança nas lei de imigração no país desde 1986.

Por 67 votos a favor e 27 contra, a Casa passou uma emenda bipartidária que prevê o reforço das fronteiras como parte do projeto de lei, um teste de fogo para ele e um sinal de que a aprovação está muito perto de acontecer.

A medida precisava de 60 votos para passar. Agora o projeto ganha mais impulso bipartidário, já que a proposta era uma das exigências dos republicanos para que ele seguisse adiante no Senado. Depois, é preciso encarar a Câmara dos Deputados, de maioria republicana.

Os senadores continuam na esperança de aprovar o projeto antes do 4 de Julho, quando o Congresso entra em recesso de verão.

“Assim que o projeto passar, (o líder da maioria republicana John Boehmer) deverá levá-la à votação na Câmara o rapidamente”, disse o líder da maioria no Senado, senador Harry Reid (D-Nevada). “O líder, em vez de dar o braço aos extremistas do tea party, deve trabalhar com os moderados de ambos os partidos a fim de aprovar a legislação proposta”, completou.

Entre outras medidas, a emenda de segurança na fronteira aprovada hoje vai exigir mais 20 mil agentes fronteiriços, o término da cerca de 700 milhas separando o México dos EUA, e $3.2 bilhões em melhorias tecnológicas para equipamentos de vigilância parecidos com os usados pelas forças armadas americanas no Iraque e no Afeganistão.

A medida inclui também rigorosos critérios de verificação para a eligibilidade dos trabalhadores e mais controle de entrada e saída do país.