Renato lamenta vacilo da equipe gremista

0
529

Uma fatalidade. Foi o modo com que o técnico Renato Gaúcho tratou a derrota por 2 a 1 para o Criciúma, na noite de quarta-feira (9), na Arena. Para o comandante, o Grêmio massacrou no primeiro tempo, e erros individuais na bola parada favoreceram os catarinenses. O desperdício do setor ofensivo tricolor foi o principal na partida,

“O jogo foi praticamente um massacre no primeiro tempo. Tivemos as melhores oportunidades e não fizemos. A pegada continuou, fomos bem na parte tática. Demos mole na bola parada para o adversário. No futebol, quando se cria, tem que fazer. Mas o torcedor tem que entender que a campanha é excepcional até agora”, comentou o técnico Renato Gaúcho.

Renato não viu um jogo ruim do Grêmio. Pelo contrário. Elogiou a produção ofensiva do time, o desempenho com o novo esquema, que teve a presença de Zé Roberto e Elano novamente como titulares, algo que não acontecia desde o dia 31 de julho, e a dedicação dos atletas. Para o técnico, falhas individuais e erros na marcação em duas jogadas de bola parada foram determinantes.

“A equipe foi muito bem, não faltou vontade hoje. Não fizemos os gols e sofremos gols de bola parada. O adversário não vai ter pena de você. Não podemos dar mole para o adversário, e nós demos mole. Criamos e não marcamos”, concluiu o treinador.