“Representarei o país com o maior orgulho”, diz brasileiro indicado a prêmio no Chile

0
1772

Músico carioca Marco Castillo concorrerá a prêmio no tradicional Festival de Viña del Mar, em fevereiro

Caio Campos

DIVULGAÇÃO
“O

O instrumentista e compositor Marco Castilho

A edição 2015 do tradicional Festival Internacional de la Canción de Viña del Mar, que acontece anualmente no Chile desde 1960, vai contar com um participante brasileiro. Trata-se do guitarrista Marco Castillo, 51, que concorre a um prêmio com sua música Forró no Canadá, fruto de seu mais recente trabalho, Zabelê.

O carioca contou ao AcheiUSA que se inscreveu para participar do festival aconselhado por um amigo, mas que não esperava ser realmente chamado pela organização do evento. “Quando me ligaram, pensei que fosse de telemarketing”, contou Castillo, que vive há oito anos em Winnipeg, no Canadá. “Quase não acreditei quando o pessoal da Chilevision `TV chilena que organiza e promove o festival` me disse que eu estava sendo convidado a me apresentar no festival, concorrendo a um prêmio com o que mais gosto de fazer, que é música. Fiquei até arrepiado.”

Castilho conta que vê como algo único a oportunidade de representar o Brasil (“estarei lá representando o meu país com o maior orgulho”) e de promover o seu trabalho. “É uma honra e uma ótima ocasião para expor meu trabalho a um público mais amplo, já que o alcance do festival, que é televisionado para toda a América Latina, além de EUA e países da Europa, é imenso”, disse o músico. A apresentação de Castilho, que canta, além de tocar guitarra, acontecerá em um dos cinco dias de duração do Festival de Viña del Mar, entre os dias 22 e 27 de fevereiro.

Música no sangue
Fã confesso de músicos como o multi-instrumentista Hermeto Pascoal, a quem considera “um cara além de nosso tempo”, e de nomes como Toninho Horta, João Bosco e Yamandu Costa, Castillo tem a música no sangue: seu pai, Antonio “Toni” Santos Cunha, é integrante do Trio Irakitan, referência importante quando o assunto é MPB brasileira e parceiro de ícones da música mundial, como o norte-americano Nat King Cole.

O representante do Brasil em Vinã del Mar se define como carioca, mas vive na cidade de Winnipeg, para onde se mudou com mulher e filha há oito anos. “Vim atrás de uma vida melhor e da possibilidade de viver do que amo, que é a música. Aqui existe uma cultura diferente da nossa, brasileira, e a arte é mais valorizada. Mas é claro que por vezes bate saudade do nosso país”, resumiu.

O possível êxito em um dos festivais mais relevantes do continente latino-americano deve aproximar ainda mais Castillo dos brasileiros que vivem na América do Norte. Entre os locais em que o músico sonha em se apresentar está o sul da Flórida. “Sei que Miami tem um público com fortes raízes latinas e seria um prazer me apresentar por aí, região da qual gosto muito e onde ainda não tive a chance de fazer um show”, afirmou. Quem quiser saber mais sobre o trabalho do guitarrista pode visitar seu site, em brazilculture.wix.com/marcocastillo.