Republicanos não desistem de mudança na 14ª Emenda

0
390

Os republicanos ainda não desistiram de modificar a emenda constitucional que garante cidadania a todos os bebês nascidos nos EUA. O alvo, é claro, são os filhos dos indocumentados. O objetivo do partido de oposição ao presidente Barack Obama é impedir a prática conhecida por ‘bebês-âncoras’.

Um dos primeiros a propor a mudança da 14ª emenda, no ano passado, foi o senador Lindsay Graham (republicano da Carolina do Sul). Desde então, vários outros parlamentares defenderam a iniciativa, que suscitou fortes críticas de grupos de defesa de direitos civis. A emenda oferece cidadania de uma forma ruim para o país e estimula a vinda para cá pelos motivos errados, argumentou Graham.

Como os republicanos conseguiram, nas eleições legislativas de 2010, 239 assentos no Congresso, contra 183 dos democratas, é possível que o assunto volte à tona com força ainda mais depois que alguns deputados já mencionaram a questão. Segundo especialistas, a intenção da oposição com o debate sobre a Emenda 14 é apenas desviar o foco das atenções da sociedade do assunto que realmente interessa ao governo, que é a reforma imigratória. Segundo dados do Conselho Nacional da Raza, há cerca de cinco milhões de crianças nascidas na América que são filhos de indocumentados.

Para Elizabeth Wydra, conselheira de um centro especializado no controle constitucional, as alterações na Carta Magna do país não são uma boa ideia. Esta parte do texto que querem mudar expressa a liberdade e independência, os ideais deste país. Melhor seria se os parlamentares quisessem resolver o problema imigratório pela via legislativa, enfatizou Elizabeth.