Restrospectiva 2010 – Negócios

0
552

Outubro

Solidariedade milionária

Dois dos homens mais ricos do mundo, Warren Buffett e Bill Gates, anunciaram em setembro uma lista com 40 assinaturas de empresários e famílias bem sucedidas que prometeram doar ao menos 50% de suas fortunas. A iniciativa foi batizada de ‘Giving Pledge’ e recebeu outras adesões, como a de Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, e Chen Guangbiao, chinês que convenceu ainda outros milionários de seu país a doarem seus patrimônios após a morte.

Setembro

O mundo começa a reagir à crise

Brasil tem crescimento sólido e se sai melhor do que os países desenvolvidos

A economia mundial ainda sofreu, em 2010, os efeitos da recessão que abalou o mundo dois anos antes. Na Europa, o problema começou na Grécia e só foi evitado porque o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a União Europeia despejaram no país cerca de 110 bilhões de euros. Nos Estados Unidos, o Congresso aprovou a maior reforma financeira desde a década de 1930, com o objetivo de evitar novas crises. Nesse cenário, ponto positivo para o Brasil, cujo Produto Interno Bruto (PIB) aumentou 8,4% só nos primeiros nove meses do ano, graças especialmente ao aumento da demanda interna.
A alta vai na contramão do mundo, especialmente entre os países europeus, e é especialmente significativo se for levado em conta que em 2009 a soma das riquezas brasileiras registrou uma contração de 0,6%. Na verdade, trata-se do segundo maior crescimento do mundo, atrás apenas do da China, e o melhor desde 1996, no auge do Plano Real.
Coincidência ou não, o Brasil teve, pela primeira vez na história, um de seus cidadãos incluídos no Top 10 da lista da Forbes: o empresário Eike Batista é o oitavo homem mais rico do mundo, com fortuna estimada em 27 bilhões de dólares. Eike, que comanda o grupo EBX, ocupava a 61ª posição na lista de bilionários do ano passado ” sua fortuna aumentou em 19,5 bilhões desde o ano passado. Ele redirecionou integralmente seus esforços para o Brasil e costuma dizer que “não há melhor lugar no mundo para se fazer negócio”. A lista da Forbes apresentou outras novidades, como o novo ocupante do topo ” o mexicano Carlos Slim, dono da operadora de telecomunicações Telmex, superou Bill Gates, fundador da Microsoft.
Com relação à reforma financeira nos EUA, não foi apenas a maior em termos de alcance, mas também em regras. O documento aprovado pelos parlamentares democratas e republicanos, e sancionado pelo presidente Barack Obama, teve cerca de 2 mil páginas e impôs limites à capacidade dos bancos de fazerem investimentos especulativos arriscados e estabeleceu mais proteção para o consumidor.
Mas a preocupação mudou de foco. Na Europa, anos de desperdício no gasto público, fraude fiscal e pouca produtividade levaram a Grécia à beira da quebra no início do ano. O clima no país ficou tenso com as medidas anunciadas pelo governo e, durante protestos, várias pessoas foram mortas, entre elas três funcionários de uma agência bancária. Irlanda e Portugal também sofreram o mesmo problema este ano.

Fevereiro

Recall gigante na Toyota

Veículos da Toyota apresentaram problemas no acelerador e a empresa foi forçada a promover o maior recall da história: mais de 8,1 milhões de automóveis precisaram sofrer ajustes, o que abalou a confiança pública na marca e causou prejuízos enormes à montadora japonesa.