Retrospectiva 2011: A cultura para os brasileiros daqui

0
738

Os principais destaques do ano cultural no sul da Flórida em resumo

O sul da Flórida é uma região com muitos eventos culturais ao longo do ano. Seria humanamente impossível, até pelo exíguo espaço que dispomos, citar todos. Selecionamos, então, aqueles que, em nossa opinião, foram os mais expressivos.

Abril

Rose Max e Ramatis, a dupla que realmente divulga a música brasileira participou da homenagem a Nara Leão e dividiu o palco com artistas como Gloria Gaynor e Beach Boys.

O evento ocorreu no Fillmore-Jackie Gleason Theater, em Miami Beach, recebeu uma série de artistas para um show beneficente em favor da Voices Against Brain Cancer, uma entidade americana, não-governamental, que se dedica a buscar recursos financeiros para ajudar aos enfermos de câncer de cérebro e suas famílias, além de financiar estudos para a cura desta doença.

Foi memorável, uma experiência única em nossas vidas, lembrou Rose Max. A dupla interpretou músicas de Nara Leão, um dos ícones da bossa nova, que morreu com um tumor no cérebro em 1989. Além dela, outros artistas que faleceram da doença também foram homenageados, como George Harrison, Celia Cruz e Bob Marley. Os músicos participantes do evento estavam acompanhados da orquestra sinfônica da University of Miami Frost School, com seus 48 membros.


Agosto

O fato marcante em agosto foi a celebração dos 15 anos do Festival do Cinema Brasileiro em Miami, ocorrido entre 19 e 27 deste mês. As três sócias-fundadoras do Circuito Inffinito de Festivais as irmãs Adriana e Cláudia Dutra e Viviane Spinelli puderam reviver o início de um sonho que se tornou realidade na cidade onde tudo começou.

Hoje, os festivais produzidos pela Inffinito em todo o mundo são sinônimos de sucesso e servem como uma das principais plataformas de divulgação do cinema brasileiro no Exterior. Este ano, ganharam o prêmio Lente de Cristal os filmes “Vips” (de Toniko Melo), na categoria longa-metragem, e A Verdadeira História da Bailarina de Vermelho” (Alessandra Colasanti e Samir Abujamra), na categoria curta-metragem, segundo o júri especializado. Para o júri popular, os escolhidos foram “De Pernas Para o Ar” (Roberto Santucci), melhor longa-metragem, e “O Bolo” (Robert Guimarães), melhor curta-metragem.

E o evento serviu ainda para mostrar a plataforma MEDIAFUNDMARKET.COM, ferramenta digital de negócios e prospecção de novos recursos e investimento para promover o encontro entre compradores, vendedores e colaboradores financeiros em um ambiente online seguro, gratuito e fácil de usar. Funciona como um canal de comunicação para que profissionais no Brasil possam ampliar parcerias, aumentar a participação no mercado internacional e inovar os processos de financiamento para o conteúdo audiovisual, criando uma rede eficaz no mundo todo, no ar 24 horas por dia, sete dias por semana.


Setembro

A fusão de música clássica com o samba produziu um dos espetáculos mais aplaudidos no sul da Flórida, quando o maestro João Carlos Martins apresentou-se com a Orquestra Filarmônica Bachiana do Sesi-SP e com alguns integrantes da bateria da Escola de Samba da Vai-Vai, de São Paulo no Broward Center for the Performing Arts.

Um dos maiores intérpretes de Bach ainda vivo, Martins trocou o piano pela batuta de maestro, mas continuou sendo um virtuose da música. Apesar de todos os elogios e aplausos colhidos nos principais teatros do mundo, ele disse que o dia do desfile da Vai-Vai, que o homenageou em seu enredo e venceu o carnaval paulistano -, foi um dos mais emocionantes de sua vida. Afinal, lá ele foi ovacionado por uma plateia diversificada num teatro popular ao ar livre.


Novembro

Celebrating Women destacou os 10 anos do Brazilian Voices, o grupo vocal que começou despretensiosamente com uma ideia das cantoras Beatriz Malnic e Loren Oliveira e hoje se transformou numa referência para reunir mulheres que interpretam canções brasileiras e americanas simbolizando a união cultural entre os dois países

O ápice do Brazilian Voices foi a apresentação em comemoração ao seu 10º aniversário, realizada no Amaturo Theater do Broward Center for the Performing Arts no dia 18 de novembro, O grupo vocal Brazilian Voices mostrou ao público uma seleção musical emocionant abrangendo hits brasileiros e americanos. Sucessos de James Brown, Queen, Tim Maia, Rita Lee e Lady Gaga fizeram com que o público não conseguisse ficar sentado.

O concerto, sob a direção artística da premiada artista visual e fotógrafa, Jade, teve a jovem cantora e compositora Davina Leone abrindo o show com o apoio do grupo veterano que incentiva jovens talentos musicais. A emoção de 50 vozes maravilhosas seguiu com o acompanhamento da George Tandy Party Band.

Para quem acompanhou desde o início a trajetória do grupo, é notável a sua evolução, de um despretensioso grupo de mulheres reunidas para cantar juntas, para o conjunto profissional que é hoje o Brazilian Voices, com cinco CDs e um DVD já gravados, e mais de 260 apresentações pelos Estados Unidos. Nesse dez anos de atividades, 138 mulheres passaram pelo coral, num total de 142 ensaios por ano e mais de 267 músicas no repertório, que vai do rock ao forró, passando por jazz e bossa nova.


Dezembro

O ano de 2011 foi encerrado em grande estilo com o espetáculo ‘Journey to Brasil’, apresentado pela Orquestra Sifônica de Miami, com a participação de alguns integrantes da Orquestra Juvenil da Bahia. O evento fez parte da Brazil Classical Series, uma inciativa de Frederico Gouveia.

O concerto, conduzido pelo maestro Eduardo Maturet, teve duas edições: uma no Knight Concert Hall, do Adrienne Arsht Center e outro South Miami-Dade Cultural Arts Center, em Miami. O espetáculo contou com as participações especiais dos pianistas Simone Leitão e André Mehmari, também compositor de música clássica.

A Orquestra Sinfônica de Miami, com 80 músicos selecionados entre os melhores artistas de todo o mundo, é considerada um espelho do talento e diversidade, características fortes da cidade internacional e multicultural que é Miami. Eles executaram com maestria várias obras, entre elas a “Bachianas Brasileiras Nº 2”, composta pelo maior nome brasileiro da história da música clássica, Heitor Villa-Lobos.