Retrospectiva 2011: Esportes – Um ano para esquecer

0
530

Futebol brasileiro teve um mau ano em 2011 e terminou em sexto lugar no ranking

O ano de 2011 confirmou que o futebol brasileiro está necessitando de mudanças. A Seleção Brasileira principal conseguiu ser derrotada pela Alemanha, Argentina , foi eliminada na Copa América pelo Paraguai, nos pênaltis, e apenas bateu seleções fracas como Gabão e venceu o chamado Superclássico contra uma Argentina de terceira linha.

No ranking da FIFA, o Brasil está no sexto lugar, atrás de Espanha, Holanda, Alemanha, Uruguai e Inglaterra respectivamente. Mais do que a posição no ranking, porém, o que vem preocupando é o baixo rendimento da Seleção Brasileira de Futebol. Mano Menezes ainda não conseguiu dar padrão de jogo ao time, aliás, sequer ainda definiu um time base.

Ele vem, de certa forma, sendo prejudicado pelo fato de o Brasil já estar antecipadamente classificado para a Copa de 2014 e não estar disputando competições oficiais. A única que disputou foi mal. Fomos eliminados nas quartas de final pela seleção paraguaia, em uma disputa de pênaltis inusitada, na qual nenhum jogador brasileiro conseguiu converter a penalidade máxima.

O contraste positivo veio das seleções menores. Em 2011, as divisões de base da Seleção começaram o ano com a conquista do Sul-Americano Sub-20 do Peru. Ney Franco era o técnico da equipe que venceu o Uruguai por 6 a 0 na decisão. Dois meses depois e outro título continental. A Sub-17, sob o comando do técnico Emerson Ávila, ganhou o Sul-Americano da categoria.

O título mais expressivo veio em agosto, no Mundial Sub-20 da Colômbia. Uma campanha emocionante garantiu o título para o Brasil, novamente comandado por Ney Franco. Antes, ainda no primeiro semestre, ele também conquistou a Copa Internacional do Mediterrâneo. Com isto, garantiu a participação do Brasil nos Jogos Olímpicos em Londres em 2012.

Para fechar o ano, a Seleção Sub-15 conquistou, no início de dezembro, o Sul-Americano da categoria. Marquinhos Santos foi o técnico da equipe que não perdeu nenhuma das sete partidas da competição.

O desempenho de Ney Franco, que recebeu até prêmio da CBF pelos resultados obtidos, provocou até uma polêmica, com muita gente achando que ele deveria ser o técnico da Seleção Brasileira na Olímpiada em vez de Mano Menezes. Na verdade, é um teste de fogo para o atual técnico. Se ele levar para o Brasil o ouro olímpico, conquistando o único título que falta na galeria de troféus do futebol brasileiro, ficará fortalecido. Caso fracasse, porém, verá seu cargo amaeaçado, porque certamente as pressões aumentarão.

Clubes brasileiros num mau momento

As incertezas que cercam o desempenho da Seleção Brasileira que tem praticamente a obrigação de ganhar o título em 2014 também se refletem no momento de dificuldade pelo quais estão passando os clubes brasileiros.

Senão vejamos. O futebol brasileiro encerrou 2010 com a vergonha mundial provocada pelo Internacional de Porto Alegre ao ser eliminado pela desconhecida e inexpressiva equipe do Mazembe, do Congo, campeã africana. Este ano, novo vexame. O Corinthians, que sonha com o título da Copa Libertadores da América, foi eliminado na fase pré-torneio pelo Tolima da Colômbia, transformando-se na primeira e até agora na única equipe brasileira a ser derrotada nesta fase da competição. E 2011 está terminando com o baile que o Santos atual campeão da Libertadores tomou do Barcelona, campeão europeu.

Competições regionais e internacionais

Apesar da chacota da final em Yokohama, o Santos teve um ano que pode ser considerado bom. A equipe venceu o Corinthians na final do Campeonato Paulista para sagrar-se bicampeã. Depois, venceu a Copa Libertadores da América ao derrotar o Peñarol de Montevidéu. Apesar do título, o Alvinegro praiano não mostrou um bom futebol e ficou à beira da eliminação, conseguindo dar a volta por cima com a chegada do técnico Muricy Ramalho, que havia deixado o Fluminense por causa dos maus resultados do Tricolor carioca na mesma competição.

Por falar em futebol carioca, o Flamengo conquistou mais um título. O Rubro-negro venceu a Taça Guanabara e a Taça Rio, sem perder nenhum jogo. A equipe comandada por Vanderley Luxemburgo, que tem Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves entre outros craques, prometia ser uma das candidatas ao título, mas teve de se contentar com o quarto lugar no Brasileirão.

Outra equipe brasileira que se classificou para a pré-Libertadores foi o Internacional de Porto Alegre, quinta colocada no Brasileirão, que terminou o ano com dois títulos.venceu mais uma vez o Gauchão, derrotando o Grêmio nos pênaltis por 5 a 4, e conquistou a Recopa Sul-Americana, ao bater o Independiente de Avellaneda.

O Cruzeiro Esporte Clube mais uma vez sagrou-se Campeão Mineiro batendo na final o arquirrival Atlético Mineiro. Entretanto, o ano não pode ser considerado bom. A equipe esteve seriamente ameaçada de ser rebaixada para a Série B e ironicamente somente escapou da degola ao golear justamente seu maior rival por 6 a 1 na última rodada do Brasileirão, o que provocou alívio para os cruzeirenses e muita ira e gozação para cima dos atleticanos.

Competições nacionais

O Corinthians conseguiu redimir-se do vexame da eliminação para o Tolima e da decepção da derrota para o Santos, na final do Paulistão, ao conquistar o Brasileirão 2011 um campeonato bastante disputado, mas com baixa qualidade técnica. De qualquer forma, o Alvinegro paulista foi a equipe mais regular da competição e mereceu o título, com o Vasco da Gama sagrando-se vice-campeão e o Fluminense ficando na terceira colocação as três equipes estão automaticamente classificadas para o copa Libertadores 2012, assim como o Santos, atual campeão. Elas devem ganhar a companhia de Flamengo e Internacional, que devem passar sem problemas pela fase de pré-classificação.

Se o Vasco lamentou a perda do Brasileirão, comemorou bastante a conquista da Copa do Brasil pela primeira vez em sua história. O Gigante da Colina demonstrou um alto espírito de competitividade, porque, mesmo tendo ganho o torneio e garantido sua participação na Libertadores 2012, disputou o título do Brasileirão com o Corinthians até a última rodada e chegou à semifinal da Copa Sul-Americana, onde foi batido pela Universidad de Chile, a campeã da competição.

Outro time da colônia lusitana que teve um bom ano foi a Portuguesa de Desportos, de São Paulo. A Lusa do Canindé somou 81 pontos para conquistar o Campeonato Brasileiro da Série B e estabeleceu novo recorde ao assinalar 82 gols na competição. A festa, aliás, foi paulista e pernambucana. Além da Portuguesa, também subiu para a Série A a Ponte Preta de Campinas, terceira colocada com isto o próximo Brasileirão terá seis equipes do estado de São Paulo.

As outras duas equipes a figurar na divisão de elite do futebol brasileiro são Náutico (vice-campeão) e Sport Club do Recife, quarto colocado.

O Joinville, de Santa Catarina, sagrou-se campeão da Série C, ao bater o CRB, de Alagoas, na final. Além deles, também subiram para a Série B, as equipes do América-RN, de Natal, e do Ipatinga-MG.

As quatro tentarão realizar o sonho de chegar à divisão principal do futebol brasileiro em 2013.

A Série D teve o Tupi, de Juiz de Fora, como campeão, após derrotar na final o Santa Cruz, de Recife, tido como favorito.

A equipe coral pernambucana começa a empreender sua reação para voltar à Série A. Juntamente com estes dois times, Oeste, de Itápolis (SP) e Cuiabá (MT) jogarão a Série C em 2012.