Reunião de educadores termina em tragédia na Flórida

0
853

Caso aconteceu em Panama City, onde homem protestava contra a demissão da mulher

Uma simples reunião do Conselho de Educação da Flórida terminou em tragédia na terça-feira, em Panama City (próximo a Pensacola e Tallahassee). Um homem armado invadiu o local para protestar contra a demissão da mulher, uma ex-professora do distrito, e ameaçou os conselheiros. Clay Duke, de 56 anos, acabou baleado numa troca de tiros com um policial e, ferido, segundo a versão das autoridades, se suicidou.
O caso poderia ter terminado de forma ainda mais violenta, pois a sala de reunião estava cheia de professores e pais de alunos. No vídeo, captado por uma emissora de televisão local, Clay demonstra frieza e aponta a arma para os seis integrantes do Conselho que conduziam o encontro. No momento de maior tensão, o homem atira contra o superintendente de Educação, Bill Husfelt, mas erra o alvo, e é atingido por um disparo dado pelo chefe de segurança do distrito. Ferido, ele decidiu tirar a própria vida.
Clay tinha antecedentes criminais e, antes do confronto, disse que estava sem dinheiro para sobreviver. Ao entrar na sala de reunião, ele desenhou na parede a letra ‘V’, uma simbólica referência à vingança.