Rio de Janeiro registra menor índice de homicídios dos últimos 19 anos

0
507

Boa notícia para a região que se prepara para receber a final da Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos

Uma boa notícia tranquiliza não apenas os moradores do Rio de Janeiro como também os organizadores da Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016: o índice de homicídios em julho no estado foi o mais baixo dos últimos 19 anos. De acordo com as e
Uma boa notícia: Estatísticas do Instituto de Segurança Pública, houve 324 assassinatos, um número ainda extremamente alto, mas que revela uma redução de 22,5% em relação ao mês anterior e uma tendência de queda na soma dos sete primeiros meses do ano. De janeiro a julho, 2.880 pessoas foram mortas no estado, 715 a menos que no mesmo período de 2009 – uma queda de 24,8%.

Segundo o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, os números são reflexo de seriedade com que o assunto é tratado pelo governo e também da instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em locais de risco. Ele acredita que o Rio deve chegar ao fim do ano com uma taxa de cerca de 30 homicídios por cem mil habitantes, um pouco abaixo da média do ano passado, que ficou em 34,6 por cem mil pessoas. Mas que ninguém tape o sol com a peneira: A taxa é considerada alta, principalmente se comparada à de São Paulo, por exemplo, onde vivem 40 milhões de habitantes, mais que o dobro do Rio, e que contabilizou no ano passado 4.778 homicídios dolosos, o que dá uma média de 10,95 casos por cem mil habitantes.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera um índice acima de dez homicídios por cem mil habitantes como violência epidêmica. A média registrada no ano passado no Brasil foi de 25 por cem mil. A meta do programa federal de segurança é de 12 por cem mil. No ano passado, a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) constatou que apenas o Piauí atingiu a meta. O estado contabilizou a taxa de 11 assassinatos por cem mil habitantes