Romney confirma ser contrário a uma via de legalização para indocumentados

0
522

O ex-governador de Massachusetts é contra a legalização dos indocumentados que vivem nos EUA e voltou a advertir que vetará o Dream Act se for aprovado pelo Congresso

Mitt Romney, líder na corrida pela indicação presidencial republicana, se pronunciou nesta segunda-feira pela saída dos 11 milhões de imigrantes indocumentados nos Estados Unidos, a maioria de origem mexicana.

Romney, cujo pai nasceu em Chihuahua, México, onde tem ainda dezenas de parentes dedicados à agricultura, sustentou que, ao chegar à Casa Branca, não aprovará nenhuma medida para permitir uma “onda de imigração ilegal para os Estados Unidos”.

“Devemos cumprir a lei e insistir que todos aqueles que vieram ilegalmente regressem a seus países e entrem na fila”, disse em um debate de aspirantes republicanos realizado na Carolina do Sul, que faz suas primárias neste sábado.

“Para proteger nosso sistema de imigração legal, devemos proteger nossas fronteiras e deter a invasão da imigração ilegal. Não farei nada que abra outra onda de imigração ilegal”, destacou.

Romney reagiu assim quando o veterano jornalista afroamericano Juan Williams questionou o ex-governador de Massachusetts sobre a razão pela qual adotou uma postura “mais dura” sobre imigração, uma vez que seu pai nasceu no México.

Seu pai, George Wilcken Romney, nasceu no estado mexicano de Chihuahua e tentou a indicação presidencial em 1968, mas perdeu para um político da Califórnia chamado Richard Nixon. Durante esta campanha, o nascimento de George Romney no México foi tema de debate.

Sem responder sobre a origem mexicana de sua família, Romney insistiu que “todos os que vieram ilegalmente para este país não devem ser favorecidos ou ter uma rota especial para se tornarem residentes ou cidadãos para que não fiquem à frente das pessoas que estão na fila legalmente”.

Rechaço ao Dream Act

Também ratificou que vetará o projeto chamado Dream Act, que procura legalizar pelo menos 800 mil estudantes indocumentados, a maioria deles mexicanos, sem permitir que os jovens se convertam em residentes permanentes.

Romney se tornou o principal alvo das críticas de grupos de defesa dos imigrantes, sindicalistas e legisladores democratas, devido à sua “linha dura” em matéria de imigração.

Durante a campanha presidencial de 2008, Romney esteve envolvido em uma controvérsia depois que descobriram ter ele contratado uma empresa de jardinagem que por sua vez subcontratou trabalhadores indocumentados.

Romney, que ganhou as prévias eleitorais de Iowa e as eleições primárias de New Hampshire, é favorito para ganhar na Carolina do Sul neste sábado.