Romney ganha fácil na Flórida

0
795

Vitória de Mitt Romney foi a maior até agora, mas Newt Gingrich promete lutar

Apesar dos discursos dos candidatos derrotados de que eles ainda são sérios concorrentes para a presidência, a contundente vitória de Romney no Sunshine State nesta terça-feira dá a ele um grande impulso para sagrar-se o candidato indicado do Partido Republicano para enfrentar o presidente Barack Obama.

“É um momento decisivo”, disse Justin Sayfie, advogado em Fort Lauderdale e um dos responsáveis pela campanha de Romney na Flórida. “Será difícil para os outros candidatos defender suas posições. Se eles perderam por esta margem significativa na Flórida como eles poderão bater Obama em novembro.”

Em todo o estado, Romney, ex-governador de Massachusetts, teve 46.4 por cento dos votos; Gingrich ficou com 31.9 por cento; Rick Santorum recebeu 13,4 por cento e Ron Paul somente 7 por cento.

Depois de sua humilhante derrota no dia 21 de janeiro para o ex-presidente da Câmara de Deputados, Newt Gingrich, em South Carolina, Romney transformou-se na Flórida, sendo o melhor nos debates, afiando seus ataques ao principal oponente, e mostrando ser capaz de ganhar no maior e mais diverso estado onde houve primária até agora.

Gingrich, por sua vez, falou em Orlando que ainda faltam “46 estados”, e jurou continuar a pressão. Sem oferecer o clássico cumprimento a Romney pela vitória, ele disse que os resultados na Flórida deixaram claro “que a disputa se resume a duas pessoas, entre o líder conservador Newt Gingrich e o moderado de Massachusetts.”

Steven Abrams, vereador do condado de Palm Beach e coordenador local da campanha de Gingrich, disse ser um erro desistir de seu candidato apesar dos resultados desta terça-feira. “A disputa até agora tem sido um sobe e desce”, afirmou. “Qualquer coisa pode acontecer neste ano tão particular. Você não pode nunca deixar Newt de fora. … Você nunca pode nocauteá-lo. Ele sempre ressurge.”

Em uma pesquisa realizada pela CNN, 45 por cento dos eleitores republicanos da Flórida disseram que a capacidade de derrotar o presidente foi o fato mais importante no candidato escolhido por eles. Outros 13 por cento revelaram ter escolhido o candidato verdadeiramente conservador, 17 por cento afirmaram ter sido o forte caráter moral enquanto 20 por cento optaram por aquele com a experiência adequada.

Romney claramente é o republicano que causa mais dor de cabeça aos democratas como um potencial desafiante para Obama. Numa conferência de imprensa nesta terça-feira, a deputada federal democrata Debbie Wasserman Schultz assestou suas baterias para o ex-governador.

Ela disse que os eleitores independentes, que formam o grupo que decide a eleição geral, “não confiam nele depois de décadas de mudanças constantes de posição e discurso duplo politicamente calculado. Em quase todos os principais assuntos que os eleitores valorizam, Mitt Romney tomou diversos lados, dependendo de qual cargo ele está concorrendo”.

A vitória da Flórida é ainda mais simbólica porque adicionou 50 delegados à coluna de Romney, o que significa que ele tem agora 84 dos 1,144 delegados necessários para ganhar a indicação, enquanto Gingrich tem 26 delegados, Rick Santorum tem 14 e Ron Paul apenas quatro.