Ronaldinho Gaúcho está em negociação com dois times americanos

0
1598

Ídolo atleticano, que hoje joga no México, tem o LA Galaxy e New York RB como opções

Ronaldinho Gaúcho deve jogar nos Estados Unidos

DA REDAÇÃO (com Globo Esporte) – A possibilidade do atacante Ronaldinho Gaúcho deixar o Querétaro, do México, no meio do ano já pode ser considerada grande. Em entrevista ao jornal “Estado de Minas”, Roberto Assis, empresário e irmão do jogador, afirmou que “vai procurar outra casa” para o brasileiro, apesar de ter um ano restante de contrato com os mexicanos.Segundo o próprio Assis, a Major League Soccer (MLS), dos Estados Unidos, é o destino provável de Ronaldinho.

“O Ronaldo joga até o meio do ano e depois vamos procurar outra casa. A MLS está bombando e precisa de um jogador do nível dele, para aumentar o interesse dos americanos pelo futebol”, disse o empresário.

Rumores recentes dos EUA ligam Ronaldinho a dois clubes: o Los Angeles Galaxy, ex-time de David Beckham e que terá Steven Gerrard a partir de julho, e New York RB, onde Thierry Henry encerrou sua carreira. Ele está com 35 anos e não tem feito sucesso no México: anotou quatro gols em 18 jogos pelos Gallos Blancos.

“Não fui procurado pelo Cruzeiro”
As palavras de Assis reduzem as chances de um retorno ao Brasil. Segundo apurado pelo GloboEsporte.com, Ronaldinho foi oferecido ao Cruzeiro, mas o irmão e empresário do craque negou. Ele apenas confirmou uma dívida do Atlético-MG referente ao período em que defendeu o Galo.

“No futebol tudo pode acontecer, mas não fui procurado por ninguém até agora. O que existe em relação ao Ronaldo e Minas Gerais é que o Atlético ainda nos deve R$ 10 milhões, e em nenhum momento pressionamos para receber, pois o Ronaldo tem uma história linda no clube. É claro que precisamos receber, pois é dinheiro de trabalho, de suor, de títulos”.

Assis, porém, não descartaria de vez um negócio com a Raposa. “Somos profissionais e o Ronaldo ainda tem muita vontade de ganhar títulos. O Cruzeiro é uma grande equipe, mas não nos procurou. O mundo do futebol é muito doido e não descarto nada. De repente, surge uma oportunidade, uma proposta inimaginável, e a gente estuda com carinho–encerrou.