San Francisco vai expedir carteira para indocumentados

0
799

Cidade na Califórnia será a segunda do país a fornecer identificação a imigrantes ilegais. O supervisor municipal Tom Ammiano (foto) foi o incentivador do projeto

Uma boa notícia para os imigrantes vem, agora, da costa leste dos EUA: San Francisco, mundialmente conhecida por sua agitação cultural e diversidade, vai emitir documentação para imigrantes ilegais. A iniciativa será colocada em prática a partir do ano que vem, o que torna a cidade da Califórnia a segunda do país a criar um programa de identificação de indocumentados – a primeira foi New Haven.
Um dos incentivadores do projeto foi o supervisor Tom Ammiano, que já obteve a aprovação de seus pares, em uma reunião do Conselho, em novembro. “A medida reconhecerá a importante contribuição de pessoas que fazem parte de nossa comunidade”, explicou Ammiano, acrescentando que os esforços servem como paliativo, já que a reforma imigratória ficou estagnada no Congresso Nacional.
Estima-se que existem atualmente em San Francisco mais de 40 mil imigrantes ilegais, sendo a maioria asiáticos e latinos/hispânicos, respectivamente 30% e 15% dos estrangeiros. Os novos cartões estarão disponíveis a qualquer morador da cidade e servirão para diferentes propósitos, desde inscrição para os serviços públicos até identificação para a polícia. As autoridades estão negociando com os bancos, para que a carteira sirva ainda para abertura de contas e cartões de crédito. Além disso, o município também aprovou leis que proíbem o questionamento acerca do status imigratório de seus residentes.
“O fato de pessoas estarem vivendo à sombra afeta a todos nós”, afirmou Ammiano, lembrando que as carteiras custarão 15 dólares para adultos e cinco dólares para menores de idade. Em New Haven (Connecticut), a medida foi implementada em julho deste ano e, desde então, cerca de cinco mil identificações já foram expedidas. Em New York, apesar do desejo do governador Eliot Spitzer, a idéia foi rejeitada pela opinião pública.