Senado aprova reedição do pacote de estímulo nos EUA

0
800

Objetivo do programa de 15 bilhões de dólares é criar novos empregos

Com o voto dos democratas e republicanos, o Senado americano aprovou esta semana, por 70 votos a favor contra 28, um projeto de lei de 15 bilhões de dólares com o objetivo de estimular a criação de empregos. A proposta veio do líder da maioria na Casa, Harry Reid (democrata de Nevada), e pretende salvar ou criar cerca de 1,3 milhão de empregos.
O ponto central do projeto é um crédito fiscal para as empresas que contratarem funcionários. Os empregadores não teriam de pagar, pelo restante deste ano, sua fatia dos impostos federais sobre a folha de pagamento para nenhum novo funcionário que tenha ficado desempregado nos últimos 60 dias. Se esse trabalhador permanecer nos quadros da empresa por um ano, o empregador receberia um crédito fiscal adicional de mil dólares.
Outras medidas do projeto incluem a melhoria do acesso ao capital para as pequenas empresas, a extensão do subsídio federal atual para reparos em pontes e rodovias conduzidos pelos Estados e uma expansão modesta dos bônus federais subsidiados para ajudar os governantes locais a aumentar os recursos para projetos de infraestrutura. Os democratas afirmam que o custo do projeto seria compensado pela redução da evasão fiscal.