Senador democrata anuncia pré-candidatura à Presidência dos EUA

0
524

Joe Biden, senador democrata por Delaware, anunciou oficialmente nesta quarta-feira sua pré-candidatura às eleições presidenciais americanas de 2008, e disse que o faz convencido de que sua experiência marcará a diferença em relação a seus concorrentes.

Biden, que está há mais de 30 anos no Senado, é uma das referências em matéria de política externa desta Casa e, após a vitória democrata nas eleições legislativas de 2006, preside o Comitê de Relações Exteriores.

O senador confirmou hoje suas aspirações presidenciais em declarações a diversas cadeias de televisão, nas quais minimizou a importância dos dados que colocam sua pré-candidatura mais de 15 pontos atrás das dos democratas Hillary Clinton e Barack Obama.

“Não se trata de eu poder competir com seu dinheiro, mas de eles poderem competir com minha experiência”, disse Biden. Apesar das declarações, Biden elogiou seus dois principais concorrentes no Partido Democrata.

Outras tentativas

Esta não é a primeira vez que Biden tenta conseguir a candidatura democrata à Presidência. A primeira tentativa ocorreu em 1988, mas teve que ser retirada rapidamente, após Biden ser acusado de plágio em discurso eleitoral.

Agora, com quase vinte anos de experiência a mais, o senador por Delaware desenhou cuidadosamente sua apresentação, concentrando-se no principal tema de política externa dos EUA no momento: o Iraque.

Pouco antes de tornar pública sua candidatura, Biden patrocinou e impulsionou a apresentação de uma resolução não vinculativa sobre a Guerra do Iraque, que se opõe frontalmente ao último plano de Bush para o país árabe.

A resolução, que se opõe ao envio de 21.500 novos soldados para o Iraque, já foi aprovada pelo Comitê que ele preside, e depende agora de votação no plenário do Senado.

Concorrência

A confiança de Biden enfrentará um difícil desafio dentro do Partido Democrata. De acordo com uma pesquisa divulgada no dia 21 de janeiro, a senadora Hillary Clinton tem ampla vantagem sobre os demais nomes que disputam a indicação do partido. A pesquisa, feita em todo o território do país, foi publicada pelo jornal “The Washington Post”.

A senadora de Nova York foi a opção de 41% dos democratas entrevistados –mais do que o dobro dos 17% do segundo colocado, Barack Obama, segundo o jornal.

O ex-senador John Edwards, vice-presidente na chapa dos democratas em 2004, apareceu em terceiro lugar com 11% dos votos. Entre outros democratas, o ex-vice-presidente Al Gore veio em quarto lugar, com 10%. John Kerry ficou com 8%.

O levantamento foi realizado antes de Hillary ter anunciado, no dia 20 deste mês, que disputaria a candidatura. Obama entrou na corrida no dia 16 de janeiro; Edwards, no mês passado.

A pesquisa foi realizada de 16 a 19 de janeiro, ouvindo 1.000 pessoas. A margem de erro é de 3 pontos percentuais.