Senador democrata pede mudanças na le

0
553

O número de pessoas presas tentando entrar ilegalmente nos Estados Unidos caiu cerca de 27% em relação ao ano passado. Para Charles Schumer, presidente do subcomitê do Senado americano para a questão de segurança nacional, o índice é resultado de uma maior rigidez do policiamento da fronteira, conforme desejo da população do país. “É hora de acabar com a retórica de que nada tem sido feito para proteger nossa fronteira. Já estamos no momento certo para aprovar uma nova e ampla lei imigratória”, disse o parlamentar de New York.

Schumer acrescentou que os democratas do Senado têm perto dos 60 votos necessários para deslanchar essa matéria no plenário, mas os republicanos não concordam. “Progressos foram feitos, mas ainda precisamos avançar mais”, argumentou o republicano Jeff Sessions, do Alabama e um que votaram contrários à reforma em 2007.

De acordo com os dados do governo, entre outubro de 2008 e abril de 2009 foram presos 330.043 imigrantes, contra 450.992 do mesmo período do último ano fiscal, uma redução de 27%. “Nós temos uma polícia da fronteira muito melhor equipada e preparada agora do que no passado. E isso certamente intimida os que pensam em entrar no país ilegalmente”, afirmou David Aguilar, coordenador da corporação. Ninguém, entretanto, mencionou que a crise econômica nos Estados Unidos certamente serviu como um desestímulo àqueles que vislumbravam vivem na América.