Senador propõe sistema de verificação de status imigratório

0
634

Várias emendas estão pendentes para aprovação e estão sendo apreciadas neste momento

Da redação
O senado norte-americano já retornou aos debates sobre a nova lei de imigração, a lei número S. 1348 (Comprehensive Immigration Reform Act.). No momento a Casa ouve o senador Jon Kyl (R-Arizona), que defende um sistema de verificação de status imigratório mais efetivo. A proposta de Kyl é que os imigrantes tenham um documento portável, como a Driver’s License, que sirva como prova de legalidade no país. A idéia é que, ao serem fiscalizados em seu ambiente de trabalho, os imigrantes possam provar que estão no país legalmente simplesmente apresentando o documento.
Ele, que no passado votou contra a reforma, afirma que não é contra a legalização e que está inclinado a aprovar a reforma este ano, desde que com algumas condições. Um delas seria o reforço de vigilância nas fronteiras.
“A violência no país tem aumentado; os traficantes têm usado imigrantes para entrar no país com drogas. No ano passado, mais de 10% dos que entraram pelo fronteira eram criminosos. Temos que acabar com isso”, argumenta Kyl.
Além das emendas de Kyl, outras estão pendentes no Senado e devem ser votadas durante a semana. São elas:

Modificação da emenda 1183 (emenda à emenda 1150): Reclassifica esposas e crianças menores como residentes permantes imediatos, em processos de legalização do chefe da família. Essa medida, justificada pelos sponsors como uma norma de proteção aos valores familiares,permitiria aos imigrantes trazerem suas famílias de seus países para viver nos EUA.

Emenda 1166 (emenda à emenda 1150): Para deixar estabelecido que a revocação de vistos de estrangeiros, não estejam sujeitos à revisão judicial.

Emenda 1184 (emenda à emenda 1150): Que impõe penas permanentes e severas para imigrantes detidos por participação em gangues, grupos terroristas e outras associações criminosas.

Emenda 1199 (emenda à emenda 1150): Propõe aumento de número de green cards para parentes de cidadãos americanos e a extensão da duração de vistos de visitante, também para parentes de cidadãos.

Emenda 1194 (emenda à emenda 1150): Quer a redução da data limite da fila de espera (backlog) para petições através de parentesco.

Emenda 1231 (emenda à emenda 1150): Estabelece regras para garantir que empregadores realmente busquem trabalhadores americanos antes de contratar imigrantes.

Emendas 1234 e 1235(emenda à emenda 1150): Prevêem a exclusão dos trabalhadores temporários do sistema de seguridade social; ou seja, que imigrantes não tenham direito a reclamar ajuda governamental voltada para famílias de baixa renda. Também regulamenta o income tax return (devolução do imposto de renda excedente) para imigrantes; os trabalhadores temporários não teriam direito a retorno de imposto, antes de obter residência permanente.

Emenda 1189 (emenda à emenda 1150): Cria um sistema de “méritos”, que dá preferência aos imigrantes que entraram no país legalmente, em processos de legalização.

Acompanhe a votação ao vivo pela C-Span

Leia na íntegra o texto da Reforma Imigratória

Matérias Relacionadas

Sistema de pontuação pode favorecer imigrantes asiáticos e da América do Sul

Reforma pode agregar o plano Dream Act

Senado mantêm o Guest Worker Program

Senado volta “morno” do feriado

Maioria dos americanos apóia legalização de imigrantes ilegais

Mais três emendas à reforma serão votadas