Senador Reid acusa Mitt Romney de evasão de impostos

0
529

Tradição é candidatos apresentarem impostos dos últimos dez anos e Romney se recusa a fazê-lo

A Casa Branca evitou entrar na polêmica gerada pelo senador democrata, Harry Reid, que acusou o candidato presidencial republicano, Mitt Romney, de não pagar impostos durante a última década.

O porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, evitou comentar diretamente as declarações de Reid, que, citando uma fonte anônima vinculada à empresa Bain Capital, afirmou que Romney não tem pago impostos em uma década.

“Não estou informado se a Casa Branca falou com o senador Reid sobre este assunto… creio que o tema é mais amplo, no que se refere à postura do presidente, que acredita ser importante manter a tradição que data de 1968, mediante a qual os candidatos à presidência divulguem vários anos de suas declarações de impostos”, explicou Carney.

Embora Reid não tenha apresentado provas que confirmem suas acusações, o senador democrata de Nevada busca aumentar as pressões para que Romney divulgue mais declarações de impostos do que aquelas reveladas publicamente até agora.

Romney insistiu que tem pago “muitos impostos” todos os anos, mas até agora tem resistido às pressões políticas dos democratas para divulgar declarações ao Serviço da Receita Federal (IRS, na sigla em inglês) além do ano de 2010.

O candidato republicano também divulgou um resumo de sua declaração de impostos de 2011 e prometeu divulgar o documento completo nas próximas semanas, embora não tenha determinado a data.

Os democratas reforçam que o pai de Romney divulgou um total de doze anos de declarações de impostos quando foi pré-candidato presidencial em 1968.

Carney sugeriu que Romney poderia evitar mais ataques se mantivesse “uma tradição que é importante para o povo americano no momento de decidir quem deve ser o presidente”.

Perguntado sobre a veracidade das informações obtidas por Reid para acusar Romney de não pagamento de impostos, Carney insistiu que ”só o senador Reid conhece sua fonte“.

A acusação de Reid suscitou a reprovação de vários líderes republicanos, entre eles o presidente do Comitê Nacional Republicano, Reince Priebus, que o tachou de ”sujo mentiroso“ durante um programa dominical da rede Fox News.

A líder da minoria democrata na Câmara Federal, Nancy Pelosi, defendeu Reid argumentando que ele não estaria divulgando esta informação se não fosse correta.

A respeito da polêmica gerada, Carney considerou que este fato mostra que nos Estados Unidos há uma preocupação por ”uma maior justiça“ em torno do pagamento de impostos, de tal maneira que sejam protegidos os interesses da classe média e não sejam aprovadas, por sua vez, leis que concedam isenções tributárias aos milionários.