Senadores derrubam “touchback”

0
495

Emenda obriagria imigrantes a deixarem o país antes de se legalizar

Os imigrantes contaram um ponto positivo na retomada dos debates, no Senado, no dia de hoje. Foi derrubada, por maioria – 53 votos contra 45-, a emenda de autoria da senadora Kay Bailey Hutshison (R-Texas), o “touchback requirements”.
De acordo com a emenda, os imigrantes seriam obrigados a deixar o país antes da legalização. Depois teriam que esperar fora dos Estados Unidos por uma decisão da imigração.
A maioria dos legisladores entendeu que a emenda não fazia sentido e que os imigrantes não se sujeitariam a ficar tanto tempo fora do país. Também argumentaram que os empregadores não esperariam por um empregado de um a dois anos, até sair a aprovação de um processo (Acompanhe a votação ao vivo pela C-Span ).
Ontem o Senado ressuscitou o projeto imigratório que pode legalizar milhões de estrangeiros indocumentados no país, mas o frágil acordo partidário que possibilitou a sua volta ao plenário continua ameaçado.
Os autores do projeto, tanto da Casa Branca quanto do partido Democrata, vibraram com o teste superado nesta terça-feira, e esperam que o projeto seja aprovado até o fim da semana. O pré-acordo é que sejam apreciadas 27 emendas, até sexta. A determinação de concentrar esforços foi aprovada por 64 votos contra 35, ontem.

Leia na íntegra o texto da Reforma Imigratória

Matérias Relacionadas

Senado avança e derruba emendas desfavoráveis aos imigrantes

Senado vota “touchback”, emenda que obriga imigrante a sair do país antes de se legalizar

Senadores tentam combater nova tentativa de aprovar reforma

Sistema de pontuação pode favorecer imigrantes asiáticos e da América do Sul

Reforma pode agregar o plano Dream Act

Senado mantêm o Guest Worker Program

Maioria dos americanos apóia legalização de imigrantes ilegais