Senadores e secretário de Homeland Security discutem reforma imigratória

0
636

Senado deve aumentar orçamento de segurança e vigilância no país para garantir apoio dos conservadores

Da redação
Um grupo de senadores democratas e republicanos se reuniu hoje com o secretário de Homeland Security, Michael Chertoff, para discutir a proposta de reforma imigratória. Os senadores acenam com um aumento de orçamento para o departamento, como forma de tranqülizar os republicanos e obter apoio na aprovação da reforma.
O projeto estava sendo apreciado pelo Senado até sexta-feira, mas sofreu um golpe ao ser hostilizado pela maioria dos senadores que se recusaram a seguir votando o projeto sem a existência de um programa eficiente de conteção da imigração ilegal no país. O excesso de emendas que estavam “descaracterizando” o acordo firmado entre as três partes – democratas, republicanos e Casa Branca- foi o ponto crucial. Senadores começaram a divergir em relação ao acordo e resolveram parar o projeto até chegarem a um novo acordo.
A queixa dos opositores da reforma é, especificamente, em relação à segurança nas fronteiras e à falta de vigilância nas empresas que contratam ilegais. Desta conversa com Chertof, os senadores acreditam que possa surgir um senso comum em relação ao tema segurança, que permita a volta do projeto à berlinda.
Ontem o movimento em favor dos imigrantes foi da Casa Branca. Em entrevista coletiva, o presidente George W. Bush afirmou que está aberto a mudanças na sua proposta para os imigrantes, desde que isso viabilize a legalização da maioria dos imigrantes que vivem irregularmente no país.