Senadores tentam combater nova tentativa de aprovar reforma

0
471

Legisladores votam, no momento, a emenda do “touchback”

Da redação
Os debates sobre a reforma de imigração foram ressuscitados, mas a batalha tem sido mais dura que nas duas primeiras semanas de debate. Os opositores da reforma, que já haviam anunciado a intenção de boicotar o projeto, continuam tentando derrubar a possibilidade de votação do projeto antes do “4th Of July” (Acompanhe a votação ao vivo pela C-Span ).
No momento, o republicano Jeff Sessions (Alabama), afirma que as emendas não serão votadas, de forma alguma. Ele argumenta que os assuntos tratados nas emendas pendentes não são os temas prioritários da reforma. Ele clama a segurança na fronteira como prioridade.
Antes da sessão, o republicano Jim DeMint (South Carolina) ocupou a tribuna e criticou a pressa com que o novo projeto de reforma está sendo discutido, sem uma apreciação profunda do seu novo texto. “Trouxemos de volta um projeto com problemas nas entrelinhas e somente hoje recebemos as 373 páginas do novo projeto. Ninguém teve tempo de ler esse novo projeto. Não sabemos o que tem nele, porque muitos itens mudaram”, argumenta.
DeMint é o terceiro senador a se pronunciar sobre o assunto, nesta manhã de quarta-feira.
Ontem o Senado ressuscitou o projeto imigratório que pode legalizar milhões de estrangeiros indocumentados no país, mas o frágil acordo partidário que possibilitou a sua volta ao plenário continua ameaçado.
Os autores do projeto, tanto da Casa Branca quanto do partido Democrata, vibraram com o teste superado nesta terça-feira, e esperam que o projeto seja aprovado até o fim da semana.
Logo em seguida a essa vitória, entretanto, novas táticas para barrar o projeto foram postas em práticas pelos republicanos. Os mais conservadores do partido lograram adiar para quarta-feira a discussão sobre um pacote de emendas que abriria caminho para a votação final do projeto.
Este foi apenas o primeiro de uma série de obstáculos no caminho da aprovação do projeto. O Senado ainda tem de considerar 26 emendas, a maioria delas de senadores que querem mudar elementos-chave do texto.
Depois disso, o projeto tem de enfrentar outro desafio, do tipo tudo-ou-nada, na quinta-feira. E não há garantias de que tenha reunido o apoio suficiente para ser aprovado.

Leia na íntegra o texto da Reforma Imigratória

Matérias Relacionadas

Senado avança e derruba emendas desfavoráveis aos imigrantes

Senadores derrubam “touchback”

Senado vota “touchback”, emenda que obriga imigrante a sair do país antes de se legalizar

Sistema de pontuação pode favorecer imigrantes asiáticos e da América do Sul

Reforma pode agregar o plano Dream Act

Senado mantêm o Guest Worker Program

Maioria dos americanos apóia legalização de imigrantes ilegais