Setor varejista registra crescimento de vendas em janeiro nos EUA

0
401

O setor varejista teve um mês de janeiro positivo nos EUA, recuperando-se dos resultados modestos observados durante a temporada de fim de ano de 2006, conforme mostraram os resultados divulgados nesta quinta-feira por algumas das principais lojas e redes varejistas do país.

Entre os destaques estão os resultados da Limited Brands, Nordstrom e Federated Department Stores. A rede Wal-Mart (maior cadeia varejista do mundo) superou o previsto, mas por uma margem modesta. A rede Gap, que vinha registrando quedas de vendas, manteve o ritmo lento de crescimento, mas superou o previsto. Quedas de vendas foram registradas na AnnTaylor Stores e Chico’s.

Segundo analistas do setor varejista, as lojas de acessórios femininos foram as que mais sofreram com quedas de vendas no mês passado devido ao clima atipicamente quente para este período do ano –as lojas estavam preparadas com estoques de acessórios para o inverno. “O inverno chegou tarde demais”, disse o presidente da consultoria RetailMetrics, Ken Perkins, à agência de notícias Associated Press.

Segundo analistas, o resultado positivo de janeiro –normalmente um mês menos importante para o varejo– mostra que uma tendência vem se consolidando entre os consumidores: a de utilizar vales-presente.

As lojas contabilizam as vendas feitas com vales-presente apenas quando eles são efetivamente trocados –no caso dos vales-presente dados em dezembro, as trocas costumam concentrar-se em janeiro.

A rede Wal-Mart registrou um aumento de 2,2% nas vendas nas mesmas lojas (abertas há pelo menos um ano), contra uma expectativa de 1,8% de analistas e investidores. No mesmo critério, a Costco registrou crescimento de 2%.

Já a Federated obteve um ganho de 8,6% nas vendas nas mesmas lojas, contra a previsão de 4,6% –as mesmas lojas neste caso incluem apenas as das marcas Macy’s e Bloomingdale’s já existentes até setembro, quando as lojas da May Department Stores passaram a ser unidades da Macy’s.

A rede de lojas de departamento J.C. Penney registrou um crescimento de 3,6% nas mesmas lojas no mês passado. A Gap informou que não houve crescimento em suas vendas nas mesmas lojas no mês passado –resultado positivo, considerando-se a previsão dos analistas, de queda de 7,7%. As lojas da Limited Brands tiveram um crescimento de 11%.

Já as vendas nas lojas da rede AnnTaylor tiveram queda de 10,2%, maior que o esperado pelos investidores, 5,4%, e nas da Chico’s a queda foi de 3,5%.