Histórico

Sindicato acusa Gerdau de delatar imigrantes nos EUA

Entidade afirma que objetivo da siderúrgica brasileira era reduzir base sindical; empresa diz que alegação é “completamente falsa”

Na mais nova rodada de pressão contra a Gerdau, o sindicato dos metalúrgicos dos EUA (USW, United Steelworkers) acusa a multinacional brasileira de denunciar os imigrantes ilegais que trabalhavam na usina de Kansas City (Missouri) para reduzir a base sindical e derrubar suas reivindicações.

Segundo a Gerdau, a alegação é “completamente falsa” e o serviço de imigração investigava a situação antes de a unidade ser adquirida pela subsidiária Gerdau Ameristeel, em abril.

O incidente foi relatado pelo USW em carta enviada aos deputados e senadores brasileiros no final de julho. Nela, acusam a empresa de destruir sindicatos com “táticas vergonhosas” e “impiedosos ataques”. “Se isso significa fazer com que trabalhador, mulher e filhos fujam de casa aterrorizados, que seja. Essa é a maneira de agir da Gerdau na América do Norte”, diz o texto do presidente do USW, Leo Gerard. “A Gerdau agora tem carta-branca para contratar novos trabalhadores escolhidos a dedo que podem votar pelo descredenciamento do sindicato local.”

A expansão recente da Gerdau nos EUA a elevou ao posto de maior produtora de aços longos no continente, mas não sem atritos trabalhistas em sete usinas sindicalizadas. Em ao menos quatro delas há ameaça de greve.

Estima-se que haja 12 milhões de imigrantes ilegais no país, e o setor produtivo defende a legalização da maioria dos chamados “trabalhadores não-documentados”. Ainda que ilegais, podem ser sindicalizados.

Para Gerry Fernandez, assessor de Gerard no USW, a denúncia da Gerdau é a única explicação para a batida do serviço de imigração, que causou a fuga de 22 funcionários e suas famílias em 12 de junho.

Outro lado – O grupo Gerdau chama a acusação do USW de “completamente falsa”. “A Gerdau Ameristeel respeita todos os direitos trabalhistas e não possui empregados imigrantes ilegais em suas unidades (…). Atua em consonância com todas as leis estaduais e federais de imigração e realiza auditorias internas para assegurar o atendimento à legislação, além das auditorias governamentais”, diz a Gerdau em nota.

Baixe nosso aplicativo