‘Snowbirds’ invadem o sul da Flórida

0
845

A temporada migratória chegou e as mais famosas “aves” estão começando a voltar, como fazem anualmente

Snowbirds(aves da neve). Eles estão vindo para o sul da Flórida trazendo um pouco de tudo: mau humor, pechinchas, mas também dinheiro para gastar e azeitar a economia da região.

Eles são reconhecidos por serem as pessoas mais brancas ou mais bronzeadas do pedaço, porque, depois de instalados, não saem das praias. E ainda por fazerem muitas perguntas sobre os locais dos quais ouviram falar no norte do país ou no Canadá.

Mas a chegada deles é bem-vinda pelos empresários locais. Cerca de 500,000 deles vieram para o condado de Broward no ano passado e gastaram em torno de $1 bilhão. E, a cada 85 visitantes, um emprego é criado, disse Nicki Grossman, presidente do Greater Fort Lauderdale Convention and Visitors Bureau. Ela prevê uma temporada “ainda mais forte”. E completou: A vinda dos snowbirds é um componente muito importante de nossa economia. Sem eles, haveria menos empregos e menos faturamento em nossa comunidade”.

Jorge Pesquera, que ocupa o mesmo cargo dela no condado de Palm Beach, calcula que cerca de 150,000 snowbirds visitam o condado a cada ano, mas não soube informar quanto eles gastaram.

Algumas cidades como Pembroke Park e Hollywood dobram de tamanho e não é raro ver sinais e jornais escritos em francês do Canadá para atender a esta população flutuante.

Um dos piores fatores é o tráfego. Os moradores locais perdem, em média, 15 a 20 minutos para chegar ao trabalho ou em casa por causa do aumento dos veículos nas ruas. Os meses de verão são os mais tranquilos no sul da Flórida com as estradas em fevereiro e março sendo as mais lotadas, de acordo com dados do Departamento de Transportes da Flórida.

Outros sinais inequívocos da presença dos visitantes é o uso de roupas mais leves por estas pessoas, mesmo quando as temperaturas estão baixas para os padrões dos sulfloridianos, e os restaurantes cheios, muitas vezes sem lugares para acomodar os clientes.

A comunidade brasileira também se beneficia da vinda dos snowbirds. Muitos patrícios são pagos por eles para cuidar das casas de veraneio e, quando eles chegam, ficam ocupados atendendo seus patrões. São requisitados serviços de pequenos consertos e reformas e muitos brasileiros são chamados para fazê-los.

Do lado deles, tudo é festa. Os mais velhos, que fazem esta rota há mais de uma década, não se arrependem. Afinal, para que ficar enfurnado dentro de casa e obrigado a tirar um monte de neve da frente da casa com uma pá quando eles podem optar pelo maravilhoso clima do sul da Flórida, não é mesmo?