Só Dança, mais do que uma loja

0
1338

Show room é ponta do iceberg de um forte grupo empresarial que fabrica produtos para o setor de dança

O mundo das delicadas sapatilhas, dos coloridos collants e dos adereços usados por bailarinos pode remeter a um universo de sonhos e encantamento. Mas, por trás da delicadeza dos movimentos das bailarinas, há uma competição acirrada pelos principais papéis dos ballets clássicos, como mostrou o filme “Cisne Negro”, que garantiu o Oscar de Melhor Atriz para Natalie Portman este ano.

Transpondo o cenário para o terreno empresarial, podemos ver que a concorrência também é acirrada. E, para orgulho dos brasileiros, a empresa que é referência mundial em termos de itens para dança é brasileira. Batizada apropriadamente de Só Dança, a companhia foi criada há mais de 35 anos em São Paulo por um grupo de empresários que buscava um nicho de mercado que fosse pouco explorado. E assim nasceu a Só Dança.

Hoje, a companhia opera em todo o mundo num total de 36 países e possui mais de 1,200 empregados, com fábricas na cidade de Oswaldo Cruz, interior de São Paulo, e na República Dominicana. Nos Estados Unidos, a sede fica em Deerfield Beach, bem no coração da comunidade brasileira, e conta com dezenas de funcionários que atendem aos clientes em todo o país. No local, fica também o depósito com os produtos que abastecem o mercado norte-americano, além de um show room.

Lísias Ransan, CEO da Só Dança para EUA e Ásia, associou-se ao grupo há 22 anos e foi o responsável pela entrada da marca aqui, onde está presente há 14 anos.”Ficamos orgulhosos em saber que somos os líderes de mercado no país’, destaca Ransan.

Expansão internacional

Além daqui, ele coordena as exportações para Austrália, Japão e Tailândia, entre outros. A China, porém, é um caso à parte. Apesar do mercado ser atraente, a diretoria da Só Dança decidiu não entrar lá com medo de ser copiada: “Valorizamos muito a qualidade, portanto, não faria sentido algum disponibilizarmos nossa tecnologia de fabricação para os chineses e vulgarizar nossos produtos”.

Há, ainda, um centro de distribuição no Canadá, e outra filial em Portugal, que abastece Europa, África e Oriente Médio. Como a procura é grande, há distribuidores em outros países europeus como Inglaterra, França, Itália, Bélgica, Alemanha e Rússia. E a América Latina é suprida pela matriz no Brasil. Aliás no território brasileiro, a Só Dança possui também a marca Trinys, com roupas para fitness e natação.

E bota tecnologia nisto! As lojas de dança encomendam os produtos da Só Dança por confiar em dois fatores fundamentais para o sucesso do negócio: qualidade e disponibilidade de entrega. “Eles sabem que podem fazer a encomenda que teremos estoque para atendê-los. Isto os deixa seguros e fiéis à nossa marca”, enfatiza Ransan.

Melhor ainda. Os varejistas sabem que um fornecedor confiável representa uma economia considerável, conforme esclarece o executivo: “Os lojistas inteligentes usam esta estratégia por saber que, assim, eles não precisam investir o capital na aquisição de produto e nem de lojas com espaço maior para armazenar o estoque. Nós fazemos isto por eles. Por falar em espaço, o depósito de quase 18 mil pés quadrados reúne todos os itens procurados pelos lojistas especializados.

Show room em Deefield Beach

A fim de comercializar seus produtos diretamente ao consumidor final, a Só Dança abriu sua primeira loja em Deerfield Beach, na verdade, um show room com direito a vender peças para os clientes. Fica no Tri Market Park ((324 South Military Trail) e tem todos os itens para dançarinos, além da linha de sapatos Miucha, fabricada no Rio Grande do Sul.

Sapatos, aliás, é um dos principais trunfos da Só Dança. Eles produzem sapatos para bailarinos clássicos, jazz, hip hop, sapateado e outros ritmos. Os principais sapateadores americanos somente usam nossos calçados. Isto é uma mão dupla, porque consultamos sempre os profissionais na hora de lançar uma linha e somente a colocamos no mercado depois da aprovação deles, destaca Ransan, que faz questão de enfatizar a preocupação deles em relação à qualidade do material, à flexibilidade e ao conforto.

Por isto, não se espante em ver sapatos da Só Dança sendo usados nos musicais da Broadway e da Disney. É também a marca preferida da Rede Globo. O Faustão usa apenas os sapatos da Só Dança, confidencia Ransan.

Bem, se todos estes profissionais consagrados e empresas de renome optaram pela Só Dança, acho que vale a pena conferir a qulidade destes produtos, não?