Sobram vistos H-1B para profissionais estrangeiros

0
723

Os vistos H1B são usados principalmente por trabalhadores do setor de alta tecnologia e destinados aos profissionais estrangeiros com títulos universitários que desempenham trabalhos especializados que exigem conhecimentos teóricos ou técnicos

DA REDAÇÃO – Mais de 67 mil vistos do tipo H-1B para o ano fiscal 2013 não foram concedidos porque há um baixo número de solicitações, disse nesta terça-feira (10) o Serviço de Imigração e Cidadania dos EUA (USCIS).

A janela foi aberta no dia 2 de abril e até agora o USCIS recebeu 17.400 pedidos para a quota de 65 mil disponíveis, e 8.200 pedidos para a quota adicional de 20 mil, que favorece os profissionais estrangeiros formados em universidades americanas.

O ano fiscal americano começa em 1º de outubro e termina em 30 de setembro do ano seguinte.

O USCIS disse que emitirá atualizações regulares sobre a quota e o número de solicitações, assim como ampla informações sobre este visto, destinado a profissionais estrangeiros.

Antes da crise financeira de 2008, a quota anual de 85 mil vistos completava-se em menos de 48 horas depois da abertura da janela.

O órgão federal informou que uma vez completada a quota, anunciará o fechamento da janela que voltará a ser aberta em abril de 2013 para a quota do ano fiscal 2014.

Acrescentou ainda que, em média, demora cerca de 15 dias para revisar a solicitação e conceder o visto, quando o pedido inclui as informações e os documentos corretos.

Dados do visto

Por lei, o Departamento de Estado é a dependência federal que outorga os vistos H-1B para profissionais estrangeiros, que têm uma validade de até três anos e podem ser renovados até duas vezes no máximo.

Os vistos H1B são usados principalmente por trabalhadores do setor de alta tecnologia e destinados aos profissionais estrangeiros com títulos universitários que desempenham trabalhos especializados que exigem conhecimentos teóricos ou técnicos. A lista de profissionais inclui cientistas, engenheiros, jornalistas e programadores de computadores, entre outros.

O USCIS explicou que os cônjuges e filhos solteiros menores de 21 anos de idade de portadores de um visto H-1B têm direito à classificação H-4, mas não podem trabalhar nos Estados Unidos.

Assinalou ainda que os trabalhadores H-1B patrocinados ou empregados por uma instituição de educação superior ou afiliada, ou entidades relacionadas sem fins lucrativos, ou uma organização de investigação científica sem fins lucrativos, ou uma organização de pesquisa científica do governo, não estão sujeitos à quota anual determinada pelo Congresso.