Sua vida nos computadores do serviço de imigração

0
6679

Todos os dados pessoais dos indivíduos podem ser acessados quando alguém entra nos Estados Unidos

Por Richard Lind

Você já pensou quanto de seus dados pessoais estão acessíveis ao agente do Serviço de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA (CBP, na sigla em inglês) que carimba seu passaporte quando você entra nos Estados Unidos? A resposta é que o CBP tem acesso a milhões de informações que ajudam a identificar e saber mais sobre os indivíduos e empresas aqui nos Estados Unidos e no Exterior. Vale citar algumas bases de dados do governo que contêm informações sobre você:

O Sistema Consular Consolidado de Base de Dados (CCD, na sigla em inglês) armazena informações sobre os cidadãos americanos e residentes permanentes legais, assim como dos estrangeiros que solicitam vistos de não imigrantes e imigrantes. Se você já entrou com um pedido de visto, este sistema incluirá, entre outros, seu nome, endereços, data de nascimento, dados biométricos, tais como suas impressões digitais e foto, vários números de identificação, tais como número de seguro social, número de registro de estrangeiro, informações de passaporte, nomes de membros de família e dados adicionais referentes à sua vida pessoal que você ou outra pessoa podem ter revelado a um funcionário consular americano. Este sistema contém ainda notas e avisos sobre você que o governo quer disponibilizar para os consulados americanos e órgãos governamentais americanos em todo o mundo, incluindo o Departamento de Segurança Interna (DHS).

O Sistema de Fiscalização de Cumprimento do Viajante (TECS, na sigla em inglês) é administrado pelo Departamento de Segurança Interna foi criado para identificar indivíduos e empresas suspeitas ou envolvidas em esquemas de violação da lei federal. Os inspetores de imigração nas fronteiras americanas usam este sistema para acessar o Centro Nacional de Informações Criminais do FBI (NCIC, na sigla em inglês) assim como outros órgãos de polícia e segurança nacional, estaduais e locais e também para se comunicar como aqueles órgãos.
Se você já foi preso ou fez impressões digitais nos Estados Unidos, então este sistema terá as informações. O sistema permite ainda acesso direto aos departamentos de veículos motorizados dos estados. Além destas informações, o TECS fornece e conecta-se para acessar seu histórico de imigração, incluindo entradas anteriores pelas fronteiras, declarações alfandegárias e solicitações de imigração.

A Base de Dados da Interpol permite aos órgãos policiais de todo o mundo compartilhar informações sobre os indivíduos. O problema encontrado pelos indivíduos com esta base de dados é que qualquer órgão policial no mundo pode inserir informações negativas que quiserem sobre uma pessoa sem que ela tenha algum controle sobre o conteúdo. Consequentemente, é possível para um órgão estrangeiro inserir informações falsas sobre uma pessoa neste sistema com base em motivações políticas.

O sistema Automatizado de Avaliação Contínua (ACES, na sigla em inglês) cobre todos os tipos de dados pessoais, inclusive histórico de crédito de uma pessoa, dados sobre imóveis, veículos motorizados, viagens ao exterior e outros dados financeiros.

Os viajantes podem ficar tranquilos com o fato de que, embora todas estas informações estejam disponíveis para o inspetor de imigração num posto fronteiriço americano, não é certo que o inspetor tentará acessá-las. Normalmente, um viajante não encontrará problemas a menos que algum tipo de alerta ou aviso surgir na tela do inspetor de imigração quando ele passar num posto fronteiriço americano, não é certo que o inspetor tentará acessá-las.

Normalmente, um viajante não encontrará problemas a menos que algum tipo de alerta ou aviso surgir na tela do inspetor de imigração quando ele passar o passaporte ou tirar as impressões digitais, e estes alertas ou avisos mais do que provavelmente estão relacionados com suspeitas de atividades criminosas em vez de outras atividades, tais como problemas da pessoa com ações civis, crédito ao consumidor ou bancarrota.