Supremo dos EUA anula condenação de indústria de cigarro

0
440

A Philip Morris não terá mais de pagar US$ 79,5 milhões à viúva de um fumante
A Suprema Corte dos Estados Unidos anulou uma sentença que condenava a Philip Morris a indenizar a viúva de um fumante em US$ 79,5 milhões (cerca de R$ 160 milhões).

A decisão é vista como uma vitória para as grandes corporações, que buscam meios de limitar as indenizações definidas, nos EUA, por corpos de jurados.

A decisão do Supremo americano foi tomada por 5 votos a 4, e reverte veredicto da Suprema Corte do Estado do Oregon, que havia sustentado a sentença de primeira instância.