TALENTO NOSSO: A brasileira Mari Rodrigues, de Boca Raton, explora a fusão de cores em suas telas

0
844

A professora das Artes

A curitibana Marilene Utrabo Rodrigues, ou simplesmente Mari Rodrigues, está nos Estados Unidos há oito anos e, como artista plástica, tem encantado as pessoas de bom gosto com seus quadros coloridos e cheios de vida. Professora com formação pela Universidade Federal do Paraná e pintora por vocação, ela ajudou a lapidar o talento de muitos jovens no Brasil, mas não poderia mesmo deixar de lado o seu próprio destino: integrante de uma família com forte tradição cultural, Mari desde cedo demonstrou forte aptidão para as artes e o sucesso de seu trabalho é algo bem natural.

Mari foi professora em Londrina (Paraná) por 25 anos e, durante todo este tempo, não eram raras as ocasiões em que passava os intervalos entre uma aula e outra ou mesmo o recreio orientando as crianças e adolescentes sobre técnicas de pintura. “Sempre gostei de lecionar e acho que consegui incentivar muita gente na arte”, admite a brasileira, que já participou de exposições no Brasil, nos EUA e em outras partes do mundo.

Ainda no Sul, ela desenvolveu o gosto pela cerâmica, graças à constante presença na fábrica do marido, especializada em pisos e azulejos. A grande paixão, porém, são as telas feitas em tinta acrílica, e o estilo foi aperfeiçoado graças a aulas com renomados artistas brasileiros e italianos. Os temas escolhidos são, especialmente, animais ou porta retratos – como o que fez de uma das filhas, um de seus preferidos.

A família, aliás, foi o principal motivo para que Mari deixasse de lado a pintura por alguns anos. “Queria me dedicar à maternidade e pouco produzi”, conta a curitibana. A vinda para a América teve relação com a busca por uma qualidade de vida melhor para a família: são cinco filhos, sendo que quatro deles vivem aqui nos EUA. Atualmente Mari mora em Boca Raton, na Flórida.

Para conhecer melhor a arte da artista plástica brasileira, os interessados podem acessar o site www.marirodrigues.com, onde há inclusive depoimentos de admiradores da sua arte. “O trabalho de Mari explora a força das cores, pois ela entende que as cores tocam a alma”, disse Juliano Tubino, diretor da Microsoft, em Seattle e fã de Mari Rodrigues.