Tarifas de imigração sofrem reajuste em novembro

0
633

Aumento será, em média, de 10% e afetará quase a totalidade dos serviços

O governo dos Estados Unidos colocará em prática, a partir de 23 de novembro, o aumento nas tarifas de imigração prometido em julho: O reajuste será de 10%, em média, e afetará quase todos os serviços prestados aos imigrantes.
Os trâmites para obtenção da residência permanente (Formulário I-130), por exemplo, passarão a custar 420 dólares (antes era 355 dólares); Já a permissão de trabalho (Formulário I-765) subirá de 340 dólares para 380 dólares.
O pedido de um visto de imigração só poderá ser protocolado com o pagamento de 165 dólares, mas as solicitações para a cidadania não sofrerão qualquer reajuste e continuam custando 595 dólares. Mas há também tarifas que tiveram seus preços reduzidos, como é o caso do ajuste de status de um residente temporário, que passou de 1.370 dólares para 1.020 dólares, uma redução de 23%.
O Serviço de Imigração dos EUA (USCIS, na sigla em inglês) alegou que o aumento de algumas taxas tem o objetivo de sanar o déficit da agência, estimado em 200 milhões de dólares. “Estamos tentando melhorar o trabalho que oferecemos às comunidades de imigrantes”, justificou o diretor de entidade, Alejandro Mayorkas.