Telexfree pode ter montado esquema de $1 bilhão

0
1171

Empresa tinha como alvo principal a comunidade brasileira

DA REDAÇÃO, COM FORBES – O governo do estado de Massachusetts está acusando oficialmente a empresa Telexfree (empresa de marketing multinível) de administrar um esquema de pirâmide financeira visando enganar principalmente os brasileiros. A empresa prometia ganhos anuais de 200% com a venda de linhas telefônicas via internet e a postagem de anúncios online. A Telexfree é acusada de levar cerca de $90 milhões dos brasileiros em Massachusetts e aproximadamente $1 bilhão ao redor do mundo.

As empresas do conglomerado Telexfree, (TelexFREE, Inc., de Massachusetts e TelexFREE, LLC, de Nevada) estão sendo acusadas de violarem as leis de segurança ao promoverem e venderem de maneira fraudulenta produtos sem licença. A Divisão de Segurança do estado de Massachusetts pediu à justiça a paralização das atividades da empresa, uma varredura nas contas e restituição às vítimas.

A Telexfree prometia ganhos anuais de 200% para quem investisse nos pacotes de publicidade da empresa. Além disso, a empresa incentivava os participantes a recrutar mais pessoas. Quem comprava os pacotes era ‘treinado’ para apresentar a Telexfree como uma ‘oportunidade única na vida”, o que assumia ares de ‘mágica’ com os depoimentos de enriquecimento rápido dos líderes.

De acordo com a Divisão de Segurança do estado de Massachusetts, a Telexfree pode ter feito em torno de $238 milhões entre 2012 e 2013 com a venda de 4.4 milhões de linhas telefônicas, no entanto, no mesmo período, cerca de 800 mil pessoas investiram na empresa, totalizando $900 milhões. As contas foram feitas tendo como base o pacote mais barato vendido pela Telexfree, no valor de $289, mais taxas paralelas. Segundo o departamento, se o valor fosse o do pacote mais caro, $1.375, o valor da fraude poderia chegar a $4 bilhões.

Dados divulgados pela própria Telexfree há alguns meses davam conta de que 90% dos brasileiros que investiram na empresa no estado de Massachusetts escolheram o plano mais caro, o que daria um retorno financeiro de 250% ao ano.

As atividades da Telexfree nos EUA estavam sendo investigadas há pelo menos um ano. A empresa levantou ainda mais suspeita, segundo os investigadores, ao apresentar relatórios de perdas e ganhos muitos diferentes sobre o mesmo período.

No início do mês, a empresa mudou suas regras o que provocou uma onda de revolta entre os brasileiros em Massachusetts. No dia 13, a empresa entrou com pedido de falência. No Brasil, desde junho de 2013, a empresa tem suas contas e negócios paralisados.

Se as investigações provarem que a Telexfree não passa de um esquema, a empresa pode ter seu nome na história como um dos maiores esquemas já registrados nos Estados Unidos.