Temporada de furacões no Atlântico chega ao fim

0
723

Este foi o quarto período mais ativo desde 1944

A temporada de furacões no Atlântico em 2008 chega ao fim depois de 16 tempestades identificadas (named storms), o que a torna a quarta mais ativa desde 1944. Ao todo foram oito furacões, sendo cinco de grande intensidade, o que excedeu um pouco as previsões feitas pelos representantes da National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) no início do ano.

“Esta foi a 10ª temporada com atividade acima do normal nos últimos 14 anos e a tendência é que seja assim daqui para a frente”, disse Gerry Bell, da NOAA. Ele acrescentou que alguns motivos colaboraram para esta intensa atividade, entre elas o fenômeno ‘La Niña’ e as temperaturas quentes do Oceano (um grau acima do normal).

Detalhes sobre a temporada 2008:

– Pela primeira vez, seis fenômenos tocaram o chão dos Estados Unidos consecutivamente: Furacão Dolly, Tempestades Tropicais Edouard e Fay, e Furacões Gustav, Hanna e Ike.

– Três furacões atingiram Cuba: Gustav, Ike e Paloma.

– Pela primeira vez, a temporada do Atlântico registrou furacões de categoria 3 ou mais em cinco meses consecutivos: Bertha (julho), Gustav (agosto), Ike (setembro), Omar (outubro) e Paloma (novembro).

– A tempestade Fay foi a primeira a atingir o solo da Flórida em quatro diferentes oportunidades.