Terroristas do Talibã recrutam crianças como suicidas

0
599

Denúncia, confirmada por autoridades do Paquistão, causa indignação no mundo

O grupo terrorista Talibã foi acusado de comandar um esquema de tráfico infantil com o objetivo de multiplicar os atentados suicidas, usando crianças de 5 a 12 anos de idade. A denúncia foi feita por autoridades do Paquistão, onde foi apreendido um vídeo que mostra o líder da organização guerrilheira naquele país, Baitullah Mehsud, treinando os menores a usar armas e bombas. Além disso, a família de uma criança paquistanesa de apenas seis anos admitiu que o garoto foi abordado por terroristas que tentaram convencê-loa vestir um colete de explosivos e se dirigir a um acampamento de militares norte-americanos.

De acordo com a denúncia, os Talibãs treinam os pequenos suicidas para depois vendê-los a outros integrantes da milícia talibã por até 12 mil dólares. “E Mehsud não fez questão de esconder sua tática de ninguém”, disse um integrante do Exército paquistanês, o major-general Akhtar Abbas. A intenção dos terroristas é aproveitar a pequena estatura das crianças para alcançar alvos burlando a segurança.

A notícia deixou indignados muitos líderes mundiais. O comentário mais contundente foi do primeiro-ministro da Inglaterra Gordon Brown, que classificou de “vil e inadmissível” a ação dos terroristas e conclamou outras autoridades a se manifestarem contra esta prática. Desde o início da recente ofensiva realizada pelo Exército Paquistanês contra o Talibã no vale do Swat, a organização terrorista tem contado com amplo apoio de suicidas em suas investidas.