Tiroteio em Washington: suspeita é morta a tiros

0
649

Policia afirma que ato foi isolado e descarta terrorismo

DA REDACAO – Diversos disparos foram ouvidos no início da tarde de hoje (3) em um edifício anexo ao Congresso dos Estados Unidos, em Washington, levando à suspensão das atividades do Capitólio, onde ficam as duas Câmaras do Parlamento norte-americano. Uma mulher furou a barreira feita pela policia, foi perseguida e baleada. A mulher morreu e dois agentes da policia ficaram feridos.

A morte da suspeita por agentes policiais perto do Capitolio foi confirmada pela chefe de polícia da cidade, Cathy Lanier. A suspeita dentro do veículo foi atingida por tiros e neste momento foi pronunciada (morta)”, disse Cathy Lanier a repórteres. Ela não deu mais detalhes sobre a suspeita. A identidade da motorista não foi revelada. O ato seria isolado e não teria envolvimento com terrorismo.

A polícia do Congresso americano também confirmou que uma criança de aproximadamente um ano estava dentro do carro envolvido no tiroteio. Ela foi resgatada pelos agentes policiais e encaminhada para um centro médico. Ela passa bem, segundo o chefe da polícia do Capitólio. Ainda segundo a polícia metropolitana, a criança ficará sob custódia do governo. “A criança está bem e sob a guarda” das autoridades, revelou Lanier.

Incidente

Esse é o segundo incidente em Washington em apenas três semanas quando um ex-funcionário abriu fogo contra o prédio da Marinha de Washington, cerca de 1,5 quilômetros do Capitólio, matando 12 pessoas e ferindo outras três, antes de ser morto pela policia.

Quando os tiros foram ouvidos nesta quinta-feira, os legisladores no Congresso estavam tentando encontrar uma solução para um impasse orçamento que fechou parcialmente o governo dos EUA esta semana. O Capitólio foi rapidamente bloqueado durante o incidente.