Tiroteio na Florida State University deixa três estudantes feridos e atirador morto

0
842

Atirador havia se formado pela instituição e, após disparar cerca de 30 tiros, acabou morto pela polícia da universidade

DA REDAÇÃO COM ORLANDO SENTINEL

Mary Coburn fala à mídia acerca do tiroteio que feriu três estudantes

Mary Coburn fala à mídia acerca do tiroteio que
feriu três estudantes

Ao menos três pessoas ficaram feridas após um tiroteio ocorrido na manhã de quinta-feira (20) na biblioteca da Florida State University (FSU), em Tallahassee, quando um ex-estudante da universidade abriu fogo contra colegas dentro da biblioteca da instituição. Na sequência, ao se negar a acatar os pedidos da polícia da universidade para largar a arma, o atirador foi morto, informou a vice-presidente de assuntos estudantis da Flórida, Mary Coburn.

Os três feridos são estudantes, informou Coburn. Um deles recebeu tratamento no local e dois foram levados para o hospital Tallahassee Memorial HealthCare. Um porta-voz afirmou que uma das vítimas está estável e a outra em estado crítico.

Segundo a polícia, o atirador agiu sozinho e não há mais situação de risco na universidade. Ao todo, ele teria disparado 30 tiros. O motivo do ataque ainda é investigado.

Durante o incidente, a universidade enviou aos estudantes uma mensagem de alerta sobre uma “situação perigosa” no campus, pedindo que buscassem um lugar seguro. Duas horas depois, a instituição anunciou em sua conta no Twitter que a área voltava a ser segura. A polícia estima que estavam na biblioteca cerca de 300 a 400 estudantes, muitos estudando para as provas finais. As aulas da quinta-feira foram canceladas. A FSU é uma das maiores universidades da Flórida, contando com cerca de 40 mil estudantes.

Ex-estudante
O atirador foi identificado como sendo Myron De’Shawn May, formado pela FSU. De acordo com declaração dada pelo chefe da polícia de Tallahasse, Michael DeLeo, durante coletiva de imprensa, May mantinha um diário e nele teria escrito que temia estar sendo seguido e ser “um alvo”. O tiroteio seria, segundo o policial, uma tentativa de o atirador chamar atenção para o fato de ser um alvo.

May se formou na FSU em 2005 e depois estudou advocacia na universidade Texas Tech, onde se formou em 2009. Ele então trabalhou por um tempo como advogado no Texas e no Novo México antes de voltar a Tallahasse há pouco mais de três semanas.

A polícia afirma que May portava uma arma de calibre 38, semi-automática, quando adentrou a biblioteca do campus, onde atirou contra sua primeira vítima. Em seguida, recarregou a pistola e alvejou mais dois estudantes antes de ser morto.

‘Família’
Segundo o presidente da FSU, John Thrasher, a resposta nacional ao fato foi impressionante. “Nós somos uma família e continuaremos a trabalhar unidos como uma família enquanto estivermos passando por tudo isso”, disse.

Em comunicado, Thrasher afirmou que “a comunidade que compõe a Florida State University está profundamente abalada com o tiroteio que ocorreu nesta manhã na Strozier Library, no coração de nosso campus. Nossos pensamentos e orações estão com as famílias de todos aqueles que foram afetados por essa tragédia”.