Tom Cavalcante prepara lançamento de novo filme nos Estados Unidos

0
1417

Comediante decidiu tentar a sorte em Hollywood e começar vida nova

Da redação com UOL – O comediante Tom Cavalcanti decidiu ser mais um brasileiro imigrante na Terra do Tio Sam. Há um ano morando em Los Angeles, o ator quer investir no cinema. Ele já lançou seu primeiro filme, o curta-metragem “Pizza Me Máfia”, que satiriza a chegada de mafiosos italianos em Nova York na década de 1960. O filme foi todo produzido e bancado por ele que não divulga o valor exato, mas disse que foi em torno dos US$ 10 milhões.

Além de usar como portfólio para se apresentar aos agentes norte-americanos, Tom pretende exibir o filme também em festivais no Brasil. De olho no aquecimento do cinema nacional, sobretudo das comédias, ele se prepara para o primeiro longa, que deve ser uma coprodução EUA-Brasil. “Vou pela linha da comédia mais popular. Quero fazer o filme que o Chico Anysio faria no cinema”, disse.

O artista com mais de vinte anos de sucesso no Brasil, decidiu dar um tempo e recomeçar, desta vez com mais dinheiro no bolso, em Hollywood. Atualmente, ele se apresenta no cruzeiro “Emoções em Alto Mar” de Roberto Carlos.

Tom Cavalvante almeja o sucesso nos Estados Unidos, mas a parada que impôs à carreira no Brasil teve um motivo mais pessoal do que profissional. “Depois de 21 anos de televisão e shows, resolvi parar para dar uma respirada”. Ele se programou durante três anos antes de se mudar para Los Angeles com seu cachorro ‘Brad Pet’. E aproveitou para unir o útil ao agradável, usando o momento de pausa para investir nele mesmo.

Depois de aprimorar o inglês, Tom se lançou na empreitada de desvendar os segredos da indústria cinematográfica dos EUA e ao mesmo tempo começar se infiltrar nela. “Queria saber como as coisas acontecem de fato por lá, e ver como me sairia no inglês. O resultado é positivo”.

Carreira

O comediante não vê a mudança para a Califórnia como definitiva. “É uma temporada”, diz, mas ainda sem data para voltar. Tom está com planos para uma jam session em solo norte-americano com os atuais vizinhos, os músicos brasileiros Seu Jorge e Sérgio Mendes.

Tom Cavalcante lembra que passou dez anos batendo na porta na TV Globo. Quando finalmente conseguiu entrar foi levado pelo mestre Chico Anysio. Só saiu de lá, garantiu, por causa da proposta irrecusável da Rede Record, mas não se arrepende. “De repente recebi uma proposta milionária. Eu só tenho uma vida».

Tom permaneceu na Record por sete anos e garante que deixou tudo por cansaço. Mas seu tempo por lá, ele se orgulha em dizer, ajudou a criar um núcleo de humor, inexistente até então.

Há nove anos, ele participa do cruzeiro de Roberto Carlos, a quem conheceu ainda nos bastidores da Rádio Globo.