Torneios estaduais chegam à reta final

0
900

Definição dos campeões sai no dia 4 de maio

Os quatro principais campeonatos estaduais no futebol brasileiro serão definidos no dia 4 de maio, na segunda partida das finais. No Rio de Janeiro e em Minas Gerais, deu a lógica: o campeonato carioca ficará com Flamengo ou Botafogo, numa repetição da finalíssima do ano passado; já o Mineirão será palco de mais um confronto decisivo entre o Cruzeiro e o Atlético. No Rio Grande do Sul e em São Paulo, times do interior cavaram um espaço na disputa pelo título e prometem incomodar os chamados grandes.

No Paulistão 2008, o Palmeiras de Wanderley Luxemburgo vai pegar a Ponte Preta, de Campinas, que chega a sua primeira final em 27 anos. Sem nomes consagrados no elenco, o time de Campinas promete surpreender o favorito com muita força de vontade e um esquema de jogo que explora os contra-ataques. Já o alvi-verde aposta no time repleto de estrelas, entre eles o craque chileno Valdívia e o goleiro tetracampeão Marcos. Mas o grande nome do Palmeiras está mesmo no banco: Luxemburgo é detentor de oito títulos estaduais e cinco brasileiros.

O Juventude é o ‘intrometido’ no sul e vai pegar pela frente o Internacional. A equipe do interior quer fazer valer o entrosamento para enfrentar o Colorado de igual para igual. Na capital, o técnico Abel Braga descarta o favoritismo, até porque sabe que terá dois desfalques certos e corre o risco de ficar sem o seu artilheiro na competição, o meia Alex. No entanto, o Inter tem Fernandão e Nilmar no ataque e, provavelmente, não será a falta de gols que impedirá os jogadores de vermelhos de levantarem mais uma taça.

Flamengo e Botafogo repetem a final do ano passado no Rio de Janeiro e o clássico tem sido o mais disputado e polêmico dos últimos tempos. Quem não se lembra da Taça Guanabara deste ano, que ainda rende reclamações por parte dos botafoguenses? Agora, o time de Cuca parece que chega aos jogos mais inteiro e confiante, mas o Flamengo costuma crescer nos momentos decisivos. E o técnico Joel quer faturar mais um título antes de seguir para a África do Sul, onde dirigirá a seleção local.

Por fim, em Belo Horizonte, a decisão será entre o Galo e a Raposa. Ao contrário do que possa parecer, os dois maiores rivais mineiros só encontraram na finalíssima uma vez nos últimos quatro anos – em 2007, quando o Atlético levou a melhor. Em compensação, o Cruzeiro vem marcando presença nas decisões desde 2002. Como em qualquer clássico, não há favoritos, até porque ambios estão disputando competições paralelas: o Cruzeiro está na Libertadores e o Atlético, na Copa do Brasil.

Portanto, os dois próximos domingos são de muita emoção e expectativa para o público que aprecia o futebol – e, é claro, para a comunidade brasileira aqui do sul da Flórida.