Tragédias de norte a sul do país

0
773

Naufrágio no Amazonas e ciclone em Porto Alegre marcaram a semana

Já passou de 37 o número de mortos no acidente com o barco Comandante Sales 2008, no Rio Solimões, no Amazonas, mas as estatísticas podem mudar, pois a Marinha vai prosseguir com as buscas pelos desaparecidos. A embarcação afundou no dia 4 de maio, nas proximidades do município de Manacapuru, a cerca de 84 quilômetros de Manaus. Chuva, ventos ou fortes ondas no Rio Solimões podem ter feito o barco virar, mas a superlotação do barco certamente foi decisiva para a tragédia.

Em visita a Manaus, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou o acidente e classificou como ato de irresponsabilidade o fato de proprietários de embarcações colocarem nos rios barcos sem registros na Capitania dos Portos e sem obedecer às exigências de segurança da Marinha. “O governo tem que cumprir sua parte e fiscalizar melhor”, admitiu, fazendo mea-culpa. A Marinha já instaurou inquérito administrativo para apurar as causas e os responsáveis pelo acidente.

Este é o segundo acidente envolvendo transporte de passageiros nos rios do Amazonas só este ano. Em fevereiro, o barco Almirante Monteiro, que saiu de Alenquer (PA) com destino a Manaus, naufragou após se chocar com uma balsa que transportava combustíveis. O barco transportava cerca de 110 passageiros e 14 deles não sobreviveram.

Do outro lado do país, um ciclone atingiu a região metropolitana de Porto Alegre (Rio Grande do Sul) e desalojou pelo menos três mil gaúchos. Os estragos provocados pelo fenômeno extratropical se estenderam ainda para o litoral norte do estado e, de acordo com especialistas, este foi o maior ciclone dos últimos 10 anos na região. Os ventos atingiram 70 a 120 quilômetros por hora, e as chuvas, que chegaram a 190 milímetros, foram intensas em 378 das 496 cidades gaúchas.

Embora a Defesa Civil tenha dito que já estava preparada para prestar socorro a vítimas do ciclone cinco dias antes da ocorrência do fenômeno, Alexsandro Goi ressaltou que os estragos poderiam ter sido menores.