Turistas brasileiros são investigados no Texas por porte de dólar falso

0
1510

João Neto da Silva, 57, e sua filha, Amanda Parris Silva, 27, tentaram depositar cédulas em agência do Bank of America de Houston; dinheiro foi comprado em agência do Banco do Brasil no Recife

DA REDAÇÃO (com Folha de S.Paulo) – Dois brasileiros são investigados pela polícia do Texas, nos EUA, após tentarem depositar dólares falsos em uma agência do Bank of America, em Houston (Texas), na última quarta-feira (24). O dinheiro foi comprado seis dias antes, em uma agência do Banco do Brasil no Recife.

João Neto da Silva, 57, visitava a filha, Amanda Parris Silva, 27, que mora em Houston, e levou consigo $2.820 (cerca de R$ 8.850) que haviam sido comprados por sua irmã, Maria de Fátima Silva.

Pai e filha tentaram depositar o dinheiro na agência bancária americana e descobriram que as cédulas eram falsas. A polícia foi chamada pela gerente do banco.

Os brasileiros não foram detidos, mas receberam um prazo de 48 horas para se explicarem. João da Silva também foi impedido de deixar o país.

Amanda disse ao “Diário de Pernambuco” que o Banco do Brasil depositou o dinheiro em sua conta após o incidente, mas que a transação foi feita em nome da tia dela.

Ela afirmou que foi procurada pelo banco, mas reclamou da demora da instituição brasileira para enviar um documento que isente ela e seu pai. “Não aceitamos ser responsabilizados por um erro que não foi nosso”, disse a pernambucana, que recebeu apoio do Consulado Brasileiro na cidade.

A Polícia Federal no Recife diz que analisa a possibilidade de instaurar um inquérito para apurar o caso.

Em nota, o Banco do Brasil reconheceu o erro e disse que escalou uma equipe para prestar apoio jurídico à família. “As apurações internas ainda estão em curso, e o banco prestará todas as informações devidas às autoridades, inclusive à Polícia Federal”, diz trecho da nota. “O BB lamenta o ocorrido e informa que já adotou medidas para evitar outras intercorrências.”