Turistas devem gastar R$ 6,7 bilhões no Brasil durante a Copa

0
533

Turistas brasileiros e estrangeiros devem gastar um total de R$ 6,7 bilhões nas 12 cidades sede da Copa do Mundo, com o Rio de Janeiro sendo o principal foco dos gastos, segundo o Ministério de Turismo do Brasil. O total inclui gastos com hotéis, transportes, restaurantes e bares.

Somente no Rio, os gastos devem chegar a R$ 1 bilhão, enquanto Curitiba deve ser a cidade a receber menos gastos: R$ 297 milhões. O Mundial vai gerar um fluxo de 3,7 milhões de visitantes para as 12 cidades sede, incluindo 600 mil turistas estrangeiros, segundo dados do Ministério.

“O País tem uma enorme janela de oportunidade (com a Copa do Mundo). Estamos preparando uma campanha para reforçar nossa imagem de destino para turistas. Recebemos 6 milhões de turistas por ano e isso é nada comparado ao nosso potencial”, disse o ministro , disse o ministro de Turismo, Vinicius Lages.

Quem também está rindo à toa são as empresas de cartão de crédito: Os turistas que foram ao Brasil acompanhar os jogos gastaram, até agora, $27 milhões em cartões de crédito, débito e pré-pago da bandeira internacional Visa, durante a primeira semana do mundial. A cifra é 73% maior ante o mesmo período do ano passado, conforme relatório da empresa.

O montante registrado é também 47% superior ao visto nos primeiros dias da Copa das Confederações, entre 15 e 18 de junho de 2013, quando os visitantes desembolsaram $18,5 milhões.

Nos quatro primeiros dias da Copa no Brasil, os turistas dos Estados Unidos, seguidos por Reino Unido, França e México foram os que mais consumiram, mostrou o relatório.

Somente no sábado, dia 14, os viajantes gastaram quase $10,7 milhões, a maior cifra desembolsada por turistas no país no ano.
A expectativa do Ministério do Turismo é que 600 mil visitantes internacionais devam visitar o Brasil até o final do campeonato, dia 13 de julho.