Um concerto maravilhoso

0
604

Maestro Antonio Adolfo conta como foi o show do Brazilian Jazz Trio na Flórida

Já conhecia todos eles: Helio Alves (piano), Nilson Matta (contrabaixo), Duduka da Fonseca (bateria) e o convidado, Vic Iuris (guitarra). Já havia tocado com o Nilson, no Lincoln Center Out Of Doors (NYC), e com o Vic, no Chivas Jazz Festival, no Rio, quando se apresentou por lá com o David Liebman.
Mas, afinal, o que esse concerto do último sábado passado me trouxe de novidade de tão bom assim, no Alfred and Rose Miniaci Theatre? Primeiramente, a qualidade de execução musical dos brasileiros: Helio Alves me parece ser o melhor pianista brasileiro de Jazz na atualidade, Nilson Matta continua evoluindo a cada dia e Duduka, na bateria, parece um garoto (e super em forma) apesar de estar completando 60 anos de idade no mês que vem. Vic, com um pouco de ‘american accent’, talvez seja melhor ainda com o quarteto do David, mas mostrou que é também um craque no Jazz brasileiro. E a música não tem fronteiras. Portanto, tudo certo.

Além das qualidades todas mencionadas acima, foi admirável assistir ao concerto e ouvir as composições dos componentes do Trio Três grandes compositores. E não se esqueceram de tocar músicas conhecidas, como ‘Wave’, ‘Retrato em branco e preto’ e até uma citação do ‘Prelúdio em dó menor’, de J.S Bach, num final apoteótico, com uma plateia extasiada, que aplaudiu os músicos por longo tempo.
Valeu!
Depois do show, eu, Ana Luiza e os alunos da Antonio Adolfo School Of Music, que compareceram em bom número, fomos ao camarim, abraçar e bater um papo descontraído com esses músicos maravilhosos. Salve o Brazilian jazz Trio! Parabéns para o belo trabalho da South Florida Jazz Association! E mais: o disco deles também é excelente.