Uso de multivitaminas reduz risco de câncer

0
542

Estudo recente confirmou que tomar uma multivitamina diariamente diminui as possibilidades de câncer em homens mais velhos, em oito por cento

Tomar uma multivitamina por dia diminui o risco de homens mais velhos contraírem câncer, de acordo com um estudo publicado nesta quarta-feira (17) no Journal of the American Medical Association.

Os resultados contradizem outros estudos recentes que não comprovaram os efeitos positivos das vitaminas nos percentuais de câncer — e alguns até apontaram que elas podem fazer mal. Mas muitos destes estudos concentraram-se em vitaminais individuais, como vitaminas D e B6, cujas pesquisas sugeriam possuir propriedades de prevenção ao câncer. Na maioria dos estudos, as vitaminas individuais eram dadas às pessoas em doses excessivas, muito acima do nível ministrado numa multivitamina de uso diário.

Os pesquisadores analisaram, neste estudo, dados coletados como parte do Estudo de Saúde dos Médicos II, que acompanhou 14.641 médicos de 50 anos ou mais durante um período de 11,2 anos. Os médicos foram escolhidos aleatoriamente dentro de grupos que receberam ou uma multivitamina ou um placebo.

Em comparação aos médicos que tomaram placebos, os médicos que tomaram multivitaminas tiveram 8 por cento menos de probabilidades de desenvolver qualquer tipo de câncer durante o período do estudo, uma diferença pequena, mas significativa.

O estudo, no entanto, não encontrou diferença no risco de ser diagnosticado com câncer de próstata — de longe, o diagnóstico mais comum no estudo. Cerca de metade dos 2.669 cânceres diagnosticados durante o estudo eram de câncer de próstata.

Os pesquisadores notaram ainda que geralmente os tumores da próstata são benignos — e que os resultados sugeridos pelas multivitaminas podem evitar tipos mais sérios de câncer acima do percentual de 8 por cento.