Valdivia nega acerto com Catar e diz que não está “bichado”

0
433

O presidente me disse que não quer me vender. E eu aproveitei e falei para ele que, já que a diretoria não quer me vender, eu não quero sair. Meu pensamento é respeitar os anos de contrato, tentar agradar nosso torcedor, que está esperando que eu seja o cara de 2008, afirmou o Mago.

O jogador ainda aproveitou para mandar um recado a quem o critica pelas suas constantes lesões, lembrando que ele não é o único jogador a se machucar.

As lesões acontecem. Você vê o Luís Fabiano, que voltou da Europa, se machucou e teve que ser operado. O Adriano também sofreu com lesões. Nossa profissão é assim. Tem lesão, lembrou o jogador.

Valdivia disse ainda que não compreende o motivo do seu baixo rendimento desde que voltou para o Palmeiras, em agosto do ano passado. Nunca digo que sou o melhor, mas sempre que quero melhorar. Mas para isso é necessário tranquilidade e cabeça boa. Eu não sei o que acontece, pois jogo bem na seleção chilena, sou bem avaliado e não apenas contra times pequenos. Não sei porque aqui isso não acontece no Palmeiras, questionou o meia.

Sobre a atual fase do time, Valdivia também não sabe explicar o baixo aproveitamento das últimas rodadas. O time joga bem e perde. Joga bem e empata. Acho que, para vencer, precisa jogar mal, completou o jogador, em tom de brincadeira.