Veículos terão de ter câmeras de estacionamento

0
951

Instalação será obrigatória a partir de 2018 em todos os veículos incluindo camionetes e ônibus

CamerasA administração nacional de segurança no trânsito (The National Highway Traffic Safety Administration, em inglês) publicou na segunda-feira (31) um novo regulamento para os novos veículos no país. Todos, incluindo camionetes e ônibus, terão que ter câmera de estacionamento (dispositivo acionado quando o motorista da a ré no veículo).

A nova regra será aplicada a todos os veículos acima de 10 mil libras (cerca de 4.6 toneladas). As montadoras terão que dar início as modificações a partir dos modelos 2016, sendo que a partir de maio de 2018 não será permitido que os veículos deixem as fábricas sem o novo dispositivo de segurança.

A iniciativa foi tomada depois de inúmeros protestos de famílias que foram afetadas por tragédias envolvendo carros sem as câmeras e crianças, principalmente em estacionamento. As famílias e seus advogados têm pressionado o departamento ao longo dos anos, sendo que somente agora ele resolveu impor as mudanças aos novos veículos. “Nós estamos engajados na proteção das vítimas, principalmente crianças e idosos”, disse o secretário de transporte Anthony Fox. “Como pai, eu posso imaginar como é difícil para uma família aceitar esses tipos de acidentes. Hoje, esperamos que esse novo regulamento possa ajudar a reduzir o número de tragédias”, finalizou o secretário.

Pela nova regulamentação, todos os veículos terão de ser equipados com câmeras que possibilitem aos motoristas enxergarem uma área de 10 por 20 pés (3 por 6 metros) atrás do carro na hora em que estiver manobrando-o. As normas a serem seguidas pelas montadoras trazem detalhes de como o dispositivo deve funcionar, evitando que as fábricas arrangem outros tipos de produtos para baratear os carros e se livrar da regulamentação.

O congresso aprovou uma lei em 2007 obrigando o departamento a estudar e publicar uma regulamentação até 2011 estipulando normas de seguranças nas traseiras do veículos. No entanto, houve vários atrasos e somente na segunda-feira (31) foi possível a divulgação das novas regras.

Para vencer as barreiras políticas e legais, grupos de pais processaram o governo federal em setembro do ano passado. Dois pais que acidentalmente mataram os próprios filhos, ao manobrar seus carros, lideraram o processo, que começou em New York.
Apesar dos anos de atraso para entrada em vigor da nova lei, algumas montadoras já fizeram a alteração nos novos modelos, oferecendo o dispositivo como opcional até em veículos pequenos.