Vendas de carros crescem no embalo do Super Bowl

0
329

Realmente o Super Bowl tem um efeito grandioso na economia dos Estados Unidos. Além da movimentação de dinheiro que envolve a final do campeonato de futebol americano, onde cada comercial de 30 segundos custou cerca de tr6es milhões de dólares, analistas acreditam que os consumidores também foram influenciados pelo grande jogo do ano. A indústria automotiva, por exemplo, um dos setores mais presentes nos intervalos da partida realizada no dia 6 de fevereiro, vive uma onda de forte otimismo.

“Tivemos dois anos extremamente difíceis, mas voltamos a caminhar na direção correta”, afirma Stephen Wade, novo presidente da Associação dos Distribuidores de Veículos dos EUA (Nada, na sigla em inglês). Os EUA fecharam 2010 com um crescimento de 11,2% no setor, com a venda de 11,5 milhões de veículos, entre carros e comerciais leves. “A previsão é vender entre 12,9 milhões e 13 milhões de veículos em 2011, podendo chegar à marca de 15 milhões em 2015”, avalia Wade. Especialistas disseram que desde o Super Bowl, o aumento na venda de veículos foi de 15%.